Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

segunda-feira, 20 de março de 2017

Franceses e brasileiros abrem oficialmente a Ponte Binacional sobre o Rio Oiapoque

Cerimônia simbólica no meio da ponte marcará o evento que vai integrar o Amapá ao Platô das Guianas.

Por Maiara Pires, do GEA

Oiapoque (AP) – O Amapá será integrado oficialmente ao Platô das Guianas neste sábado, 18. Uma cerimônia simbólica marca a abertura da Ponte Binacional do Rio Oiapoque, na fronteira com a Guiana Francesa.
A programação conta com saída da delegação francesa de Cayenne para Saint George, recepção dos convidados na ponte, chegada dos demais membros da delegação francesa em avião militar no aeródromo de Oiapoque, encontro com as autoridades brasileiras no meio da ponte, apresentação da fanfarra brasileira pela Escola Joaquim Caetano da Silva com a execução dos hinos brasileiro e francês.
Tem ainda o corte da fita oficial, a foto oficial, festividade e coquetel tradicional, dança indígena, dança tradicional guianense e dança brasileira e discursos de autoridades. A abertura oficial da Ponte Binacional será feita pelo prefeito da Guiana Francesa, Martan Jaguer, e pelo governador do Amapá, Waldez Góes. Com início às 7h30, a programação está prevista para encerrar por volta de 13h.

A obra
A ponte é um dos símbolos dentro do projeto de cooperação celebrado entre os dois países, por meio do Acordo de Cooperação Brasil-França, assinado em maio de 1996, com o objetivo de garantir o desenvolvimento econômico na região de fronteira franco-brasileira.
Com a inauguração, o Amapá romperá definitivamente o seu isolamento via terrestre e passará a ser o único Estado Brasileiro ligado à União Europeia, o que permite novas rotas de exportação e importação de mercadorias e o aquecimento na economia local.
A Ponte Binacional será aberta, inicialmente, para carros de passeio. Porém, dois outros tratados entre Brasil e França já estão em análise para finalizar as questões de operações comerciais e de transportes de mercadorias e valores de seguro.
Nesse primeiro momento, é obrigatório para os carros brasileiros, o seguro em valores que variam de 250 euros (R$ 850) a 450 euros (R$ 1,5 mil), dependendo do carro. Os viajantes do Brasil precisarão tirar o visto de viagem e portar carteira internacional de motorista.
Há, também, acordos de subsistência e assistência civil, todos promulgados em janeiro de 2017. Por isso, que abertura da ponte se dará por etapas.  Outra pendência é a conclusão do pátio aduaneiro, que está em fase de construção pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transpores (Dnit).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!