Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

sábado, 31 de agosto de 2013

Coluna Argumentos, sábado, dia 31 de agosto de 2013.

Debates

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que veio ao Amapá debater o novo Marco Regulatório da Mineração levou contribuições importantes para Brasília, depois de debater o tema em uma audiência pública em Macapá. Ouviram reflexões positivas, mas também duras críticas à proposta.

Tramitação

Para o empresário Érico Rossi, da mineradora Icomi, o marco regulatório tem avanços e desburocratiza muita coisa. E chega em boa hora essa discussão, exatamente quando a empresa está de volta.

 Incentivos

O segmento do comércio viu com bons olhos o avançar de duas propostas para dar garantias à Área de Livre Comércio. A de Randolfe (PSol) renova até 2014. A de Sarney (PMDB) vincula à Zona Franca de Manaus.

Às claras

Randolfe conseguiu emplacar uma emenda a uma MP que afasta a ameaça da ALCMS acabar em dezembro. Sarney garante que a cada renovação da Zona Franca nossa Área de Livre vá junto.

Comércio

O deputado Milhomen (PC do B) foi ao Rio de Janeiro ontem participar de um debate sobre cultura popular. Ele é o relator da proposta de proteção e fomento à transmissão dos saberes e fazeres de tradição oral.

 Norte-Sul

Uma comitiva vinda de Brasília, tendo à frente o Brigadeiro Mesquita, da Aeronáutica, reuniu com o secretário dos Transportes (Setrap) Bruno Mineiro. Em pauta o fim do impasse sobre o pedaço de terra que falta liberar para as obras da Rodovia Norte-Sul. Tudo resolvido.

No rádio

O programa Conexão Brasília deste sábado terá entre seus convidados o diretor do DNPM no Amapá, geólogo Antônio Feijão, a deputada Fátima Pelaes (PMDB) e o supervisor de Disseminação de Informação do IBGE, Joel Lima da Silva. O programa começa ás 8 horas da manhã e vai até às 10 horas.

Diplomático



Se o primeiro escalão do Governo do Estado tivesse um cargo de ministro das relações exteriores a vaga bem que poderia ser do zeloso Délcio Magalhães, que atualmente é chefe da Casa Civil do Setentrião. O homem é muito polido e educado, de fino trato como se diz. Ele até já comandou o cerimonial oficial no início do governo Camilo.

População amapaense passou de 700 mil em julho, revela IBGE

cad8-3
No dia 1 de julho deste ano, a população do Amapá era de exatos 726.512 habitantes. Os números são de uma pesquisa divulgada ontem pelo IBGE, e que inclui as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros com data de referência em 1º de julho de 2013. As estimativas populacionais são fundamentais para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos nos períodos intercensitários e são, também, um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União na distribuição do Fundo de Participação de Estados e Municípios (FPE e FPM, respectivamente).

“A população amapaense terá superado os 800 mil habitantes em cinco anos, e deve chegar a 983.304 em 2030”, diz um especialista em Censo do IBGE Amapá.

A tabela com a população estimada para cada município foi publicada ontem no Diário Oficial da União, e os interessados em contestá-la têm até 20 dias a partir da publicação, para apresentar reclamações fundamentadas ao IBGE, que decidirá conclusivamente.

No caso do Amapá, as estimativas indicam, por exemplo, que as taxas de fecundidade que em 1991 era de 4,62%, caíram para 3,61% em 2000, despencaram para 3,12% em 2005, e podem chegar a minguados 2,75% em 2050. Nesse ítem, o Amapá figurava em 26º, e chegará ao 27º posto entre os 28 estados brasileiros, daqui a 47 anos.

No ranking da mortalidade infantil entre estados, o Amapá chegará a 13º lugar em 2015. E a expectativa de vida do amapaense, que era de 68,17 anos em 2000, chegou a 71,28 anos em 2010, e chegará a 72,73 anos em 2015.

Os números indicam também que em 2027 o Amapá ainda teria cerca de 30 idosos para cada 100 crianças, valores semelhantes aos observados nas Regiões Sul e Sudeste em meados da década de 2000.

O município mais populoso conti-nua sendo Macapá (foto), com 437.255 habitantes, e o menos povoado é Pracuuba, com 4.277 pessoas.

Brasil
A população brasileira continuará crescendo até 2042, quando deverá chegar a 228,4 milhões de pessoas. A partir do ano seguinte, ela diminuirá gradualmente e estará em torno de 218,2 milhões em 2060.

Além da projeção da população para o país e das unidades da Federação, a publicação traz projeções da fecundidade feminina por faixa etária, da mortalidade, da esperança de vida ao nascer para o país e para as unidades da Federação e do saldo migratório (imigrantes menos emigrantes) internacional e interno, entre outros indicadores.

Morre garoto baleado na cabeça por Guarda Municipal

policia1-sepultamento4
Foi sepultado às cinco horas da tarde de ontem, 29, no cemitério Sant’Ana, em Santana, o corpo do jovem Wesley Bruno Barbosa, 18 anos, que morreu na quarta-feira, 28, no Hospital de Emergência de Macapá (HEM), onde ele estava internado desde o dia 28 de julho quando foi alvejado com um tiro na cabeça dentro de uma guarita da Guarda Municipal no balneário de Fazendinha.

O tiro foi disparado pelo guarda municipal Marcelo Silva Nunes que foi denunciado ainda por crime de tortura. Outros membros da corporação também são investigados dentro do inquérito. O guarda não tinha autorização legal para portar a arma. Ele já foi ouvido em depoimento e responde ao inquérito em liberdade.

Marcelo Silva alegou ter atirado no garoto em legítima defesa, apesar de outro menor que também teria sido agredido ter declarado que os rapazes já estavam dominados pelos guardas dentro da guarita. Wesley morreu um mês após o disparo. A família do garoto afirmou que vai entrar com um processo na Justiça contra o município e o próprio guarda.

A Corregedoria da Guarda Municipal abriu sindicância para apurar a conduta do membro da corporação. Até esta quarta-feira Marcelo respondia por tentativa de homicídio. O delegado Ronaldo Estringe, presidente do inquérito, não foi localizado para comentar as mudanças na peça investigativa após a morte do garoto.

Manifestantes interditam via principal do conjunto Embrapa

CID1-PRINCIPAL
Mais de cem manifestantes interditaram no início da manhã de ontem, 30, a avenida Inspetor Marcelino, principal via de acesso do conjunto da Embrapa, na zona sul de Macapá. Com cerca de 320 residências, em dez travessas, e um pouco mais de mil pessoas residindo, o conjunto criado há 25 anos está abandonado, segundo os moradores.

Pneus foram incendiados no meio da pista impedindo a passagem de veículos. Com faixas, cartazes e um “apitaço”, manifestantes exigiam o asfaltamento das vias, limpeza das ruas e recolhimento periódico do lixo doméstico e iluminação, além de outros fatores como reforço da segurança.

CID1-PRINCIPAL MENOR 2
“Vivemos sob estado de calamidade. Não temos saneamento básico, nossas ruas não têm asfalto e a buraqueira é essa aí que estão vendo. Em algumas ruas já se formaram verdadeira lagoas. Os abaixo-assinados que enviamos ao governo do estado e à Prefeitura de Macapá cobrando melhorias foram engavetados”, disse Guilherme Lima, 51 anos, que há 11 anos mora no conjunto.

CID1-PRINCIPAL MENOR
“Esse é a apenas o primeiro manifesto. Caso não haja uma resposta imediata das autoridades nos vamos fechar a rodovia JK por tempo indeterminado. Não é possível que mesmo assim os gestores fechem os olhos para nós”, declarou Maria de Souza, 47 anos.

Até o final da manhã de ontem nem governo estadual e nem prefeitura haviam se manifestado sobre as reivindicações dos moradores. O fogo ateado nos pneus foi debelado com a chegada dos Bombeiros.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Coluna Argumentos, sexta-feira, 30 de agosto de 2013.


História

O senador José Sarney (PMDB-AP) edita mais um capítulo importante em sua decisiva representatividade do povo amapaense. Conseguiu a aprovação ontem pela Comissão de Constituição e Justiça, a CCJ, do seu projeto que prorroga os incentivos da Área de Livre Comércio.

Tramitação

O rito da PEC de Sarney prevê que ela ainda vá a Plenário, para votação. Articulado, Sarney já havia conseguido 63 assinaturas de colegas ao seu projeto, de um total de 81 senadores. Será um passeio.

Palavra

Para fechar sobre a Área de Livre Comércio de Macapá e Santana, o projeto depois de aprovado no Senado vai à sanção da presidente Dilma, que já declarou apoiar a iniciativa do aliado José Sarney.

Energia

A deputada federal  Dalva Figueiredo (PT-AP) se reuniu ontem com o presidente da Eletronorte, Josias Lopes, pra cobrar andamento do Programa Luz para Todos no Amapá. Saiu esperançosa.

Visita

O comandante da 8ª Região Militar, à qual o Amapá está subordinado, realiza desde ontem visita ao Amapá. O general Rosas seguiu para Clevelândia do Norte, em Oiapoque, e hoje estará em Macapá.

Fôlego

coluna AREA 003
Empresários e uma legião de trabalhadores do comércio amapaense podem respirar mais aliviados com a notícia de que os incentivos da Área de Livre Comércio de Macapá e Santana poderão ser prorrogados até 2014, conforme proposta aprovada ontem no Senado.

Caserna

Ex-recrutas do Exército, da turma de 1987, prestaram uma bela homenagem ao antigo comandante, o então tenente Gil, que atualmente é general e está indo para a reserva. Eles almoçaram ontem do quartel do 34º BIS, num descontraído reencontro, regado a churrasco, risos e nostalgia.

Preparativos

Bala Rocha (PDT-AP) recebeu em Brasília Steve Araújo, pro-reitor de extensão da Unifap, e Gerson Gurjão, diretor de ação comunitária da instituição. Na pauta do encontro, a destinação de recursos para a Universidade. Os emissários prestaram um relatório da emenda de R$ 1,1 milhão que o parlamentar destinou para custeio das atividades.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

TRE-AP instala posto de Revisão Biométrica no Detran

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) instalará, nesta quarta-feira, 28,  mais um posto para a Revisão Biométrica.  O novo ponto será no Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AP), localizado na Rua Tancredo Neves, 217, bairro São Lazaro, zona Norte de Macapá. A Biometria no local funcionará no horário de 8h às 17h.

Com a Revisão Biométrica, recadastramento digital obrigatório, a Justiça Eleitoral objetiva ainda mais lisura e segurança nos próximos pleitos que serão realizados no Amapá.  Para realizar a biometria, o cidadão precisa de documento oficial com foto, comprovante de residência e Título de Eleitor. Ao todo, são 13 postos de atendimento em Macapá e três no município de Santana.

É fundamental que a população não deixe para atender a convocação da Justiça Eleitoral nos últimos dias da revisão.

Os postos fixos na capital amapaense:

Casa da Cidadania, de 8h às  18h, na Avenida Mendonça Junior, 1452 – Centro (e aos sábados, de 9h às 17h).
Biblioteca do TRE, no edifício sede do Tribunal, localizado na Avenida Mendonça Junior
Super Fácil Sul,  de 8h às 18h, na Rua: Claudomiro de Moraes - Novo Buritizal.
Super Fácil  Beirol, de 8h às 18h, na Av. Jovino Dinoá – Beirol.    
Super Fácil Centro, de 8h às 18h, na Av. Raimundo Álvares da Costa – Centro.
Super Fácil Norte, de 8h às 18h, na Rodovia BR 156, nº 898 - São Lazaro.
Escola do Legislativo, de 8h às 18h, na Av. Hildemar Maia, esquina com a Av. Timbiras – Buritizal.
Sebrae, de 8h às 17h, na Av. Ernestino Borges, 740 – Laguinho.
Justiça Federal, de 8h às 18h, na Rodovia BR-156, s/n° - Infraero II.
Companhia de Eletricidade do Amapá  (CEA), de 8h ás 18h.
PMM, com entrada pela Rua Odilardo Silva, Avenidas  Fab e Procópio Rola, de 8h às 17h.
Correios, na Avenida Coriolano Jucá, 125, centro, no horário de 8h às 16h30.
Detran, na Rua Tancredo Neves, 217, São Lazaro de 8h àss 17h.

Aos sábados,  as unidades do Super Fácil atenderão de 8h às 12h e a Casa da Cidadania de 9h às 17h.

Em Santana, três postos atendem a população:

Cartório Eleitoral (localizado no prédio do Fórum da Justiça Estadual, na Rua Cláudio Lúcio Monteiro, 2100, Vila Amazonas) – de 7h30 às 15h; Super-Fácil Santana (Área Portuária) – de 7h30 às 14h30min e Centro de Apoio a Juventude (Caju), que inicia amanhã, 8, no horário de 8h às 14h.

Serviço:

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá
Assessoria de Comunicação e Marketing

Servidores municipais de Macapá iniciam greve

Principal protesto é contra cortes de benefícios.
Prefeitura atenderá causas de acordo com disponibilidade financeira.

John PachecoDo G1 AP
1 comentário
Pertencem ao quadro do município cerca de 10 mil servidores (Foto: John Pacheco/G1)Servidores afixaram faixas de protestos nas grades da sede da prefeitura da capital (Foto: John Pacheco/G1)
Servidores municipais de  Macapá iniciaram greve na manhã desta quarta-feira (28). Trabalhadores de todos os setores suspenderam as atividades e entregaram ao prefeito Clécio Luís (Psol) uma pauta de reivindicações listando as dificuldades enfrentadas em cada área.
Entre os principais protestos coletivos está o repúdio ao corte de benefícios adicionais dos servidores e a concretização do Acordo Coletivo de Trabalho. Um grupo de manifestantes concentrou-se em frente à sede da prefeitura, interditando a Av. Fab, no trecho entre as ruas  Odilardo Silva e Eliezer Levy, no Centro.
Trabalhadores se reuniram em frente a prefeitura de Macapá (Foto: John Pacheco/G1)Trabalhadores reuniram-se em frente à prefeitura
de Macapá (Foto: John Pacheco/G1)
"Os trabalhadores estão insatisfeitos com a atual política de valorização do servidor", afirmou Pedro Santos, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Macapá. O sindicalista contou que em março houve a primeira mesa de negociação com a prefeitura, a respeito do acordo coletivo, porém, nem todos os resultados foram obtidos.
Pertencem ao quadro de pessoal do Município cerca de 10 mil servidores.
O presidente do sindicato reclamou também das condições dos prédios das secretarias municipais. Segundo ele, infiltrações, falta de manutenção, proliferação de pragas e a falta de equipamentos de escritório prejudicam a realização das atividades pelos servidores.  
Evandro França com cartaz buscando melhorias na Semam (Foto: John Pacheco/G1)Evandro França levou cartaz de quase 2 metros para cobrar melhorias à Semam (Foto: John Pacheco/G1)

Evandro França, agente de defesa ambiental, lotado na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, expôs durante a manifestação um cartaz de quase 2 metros de comprimento, onde pontuou todas as dificuldades que diz encontrar para trabalhar.
"Venho aqui protestar por melhorias no local onde trabalho, falta tudo na Semam. O secretário da pasta sempre nos pede calma e para esperar o prefeito 'arrumar a casa'. Esse discurso é velho, trabalho aqui há 30 anos e já ouvi isso de vários gestores", reclamou França.
No início da tarde, uma comissão de servidores foi recebida pelo prefeito Clécio Luís. Segundo Maikon Magalhães, coordenador da mesa de negociações do Município, a prefeitura não vai retirar nenhum benefício dos servidores. Ele desmentiu qualquer notícia a respeito do assunto.
Servidores concentrados em frente a prefeitura de Macapá (Foto: John Pacheco/G1)Servidores concentrados em frente à prefeitura de
Macapá (Foto: John Pacheco/G1)
"Recebemos a pauta de reivindicações, algumas causas já são históricas e vem de outros mandatos. Vamos atender o máximo de solicitações possíveis, dentro das condições da prefeitura, que, no momento, atravessa uma grande crise financeira", afirmou Magalhães.
A direção do sindicato dos servidores confirmou que a greve continua até o fechamento de um acordo que seja benéfico para a categoria.

Operação Carnaguari nas rodovias do AP alerta para trechos críticos

Operação será realizada de sexta-feira (30) ao dia 1º de setembro.
Foco será abuso de álcool e excesso de velocidade.

Do G1 AP
Comente agora
Motoristas de Campinas passaram pelo teste do bafômetro durante a operação (Foto: Reprodução/ EPTV)Motorista submetido ao teste do bafômetro
(Foto: Reprodução/ EPTV)
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) faz monitoramento nas rodovias federais doAmapá neste fim de semana. A Operação Carnaguari acontecerá de meia-noite de sexta-feira (30) à meia-noite de domingo (1º), nas rodovias federais do Amapá. A fiscalização mais intensa se dará em função do carnaval fora de época realizado no município de Ferreira Gomes, a 137 quilômetros de Macapá.
O monitoramento começará a partir do km 8 da BR-210, quando serão realizados testes do bafômetro e fiscalização de controle de velocidade com utilização de radar. A PRF faz um alerta aos motoristas que vão deixar Macapá com destino ao município de Ferreira Gomes.
Em alguns trechos considerados críticos é preciso redobrar a atenção. A maior parte destes perímetros são urbanos e pavimentados e três são destacados pela PRF: trechos pavimentados da BR-156, de Macapá a Calçoene; trecho urbano da BR-210, em Macapá, tem pista precária, sem acostamento, com sinalização deficitária e sem iluminação. E o terceiro trecho não pavimentado da BR-156, a PRF faz um alerta aos motoristas para que respeitem os limites de velocidade.
Dicas para uma viagem tranquila
A PRF também recomenda que os motoristas planejem a viagem, o motorista deve se informar sobre as distâncias e condições do tempo, não esquecer documentação pessoal e do veículo. Programar paradas a cada 3 horas, para evitar sonolência, perda de reflexos e de força motora. 
O motorista deve providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis acesos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório (pneu estepe, macaco, triângulo, chave de roda, estado dos limpadores de parabrisa e luzes do veículo).
Segundo a PRF é preciso redobrar a atenção observando as placas que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização local.

Padre Marcelo vem a Macapá para ajudar na construção da Santa Casa

cad8-doido
O padre Marcelo Rossi, pop da música católica, fará um show beneficente em Macapá para ajudar na coleta de recursos para a construção da Santa Casa de Misericórdia do Amapá.
Em fins de setembro, o religioso receberá em São Paulo uma comitiva amapaense para tratar do show que deverá ocorrer ainda no corrente ano. A comitiva será composta pelos deputados estaduais idealizadores da obra, Manoel Brasil e Jacy Amanajás; o provedor da Santa Casa, Hilberto Amanajás; um representante do governo do estado e membros da comissão de construção da Santa Casa de Misericórdia.

Hoje de manhã, durante o lançamento da obra para construção da Casa de Parto da Zona Norte, o go-vernador Camilo Capiberibe confirmou a doação de terreno numa das margens da rodovia Norte-Sul para a instalação da Santa Casa de Misericórdia amapaense.

Camilo louvou os deputados Manoel Brasil e Jacy Amanajás, além do deputado Ocivaldo Gato (in memoriam) pelo esforço que fize-ram para a elaboração do projeto do hospital beneficente por meio de contatos pessoais com a direção da Santa Casa de Barretos (SP).
Camilo também lembrou da Audiência Pública realizada recentemente no Plenário da Assembleia Legislativa, a respeito do assunto, e com a presença do provedor da Santa Casa de Misericórdia de Barretos, Renato Peghim. Na mesma ocasião, Hilberto Amanajás foi escolhido provedor da Santa Casa do Amapá, e constituída a comissão de contrução do hospital beneficente.

A comitiva amapaense que em setembro vai a São Paulo contactar com o padre Marcelo Rossi, mais precisamente no dia 29 deste mês, antes se avistará novamente com a direção da Santa Casa de Barretos e também com direção do hospital homônimo na capital paulista.

A comitiva, que ficará em terras paulistas de 26 a 29 de setembro, também fará visita ao Hospital Universitário vinculado à Santa Casa de Misericórdia de São Paulo antes do encontro com o padre Marcelo.

Gilberto Pinheiro denuncia “internacionalização da Amazônia”

cad8-Gilberto Pinheiro
O diretor geral da Escola Judicial do Estado do Amapá, desembargador Gilberto Pinheiro disse ontem que a assinatura do acordo bilateral Brasil-França, entre os então presidentes Nicolas Sarkozy (França) e Luiz Inácio Lula da Silva (Brasil), ocorrida no dia 23 de dezembro de 2008, e que deve ser ratificada em breve pelo Congresso Nacional, “é o início da internacionalização da Amazônia”, com graves perdas para o Brasil, e prejuízo para a soberania nacional.

“Nesse momento, o Barão do Rio Branco deve estar chorando no túmulo”, ironizou Pinheiro, referindo-se à batalha jurídica e diplomática travada por José Maria da Silva Paranhos, o Barão do Rio Branco, que defendeu a questão do Amapá em corte internacional, quando a França reivindicava a posse de todo o território brasileiro ao norte do rio Araguari como sendo sua possessão. Isso porque o outro diplomata que se meteu a defender a causa, Rui Barbosa, acabou temendo perder a batalha e se retirou do caso.

Segundo o desembargador, em que pesem as defesas feitas por algumas autoridades amapaenses e nacionais acerca do atual acordo, na sua opinião, o documento assinado por Lula está repleto de subjetividades que podem colocar o Brasil em desigualdade com a França, caso algum engraçadinho lá de Paris resolva levar a sério o que foi escrito no documento.

Um dos pontos criticados por Gilberto é o que se refere ao destino final do material apreendido nos sítios de garimpagem ilegal, por exemplo. “Já existe uma lei brasileira que cuida disso. Mas por desco-nhecimento, o presidente foi induzido a assinar um documento que pretende revogar a lei 7.805, de 18 de julho de 1989, que cuida desse tema”, frisa o desembargador.

Pela norma citada (parágrafo Único, do Artigo 21), não há necessidade de outro documento para tratar do assunto porque a lei já prevê isso: “sem prejuízo da ação penal cabível, nos termos deste artigo, a extração mineral realizada sem a competente permissão, concessão ou licença acarretará a apreensão do produto mineral, das máquinas, veículos e equipamentos utilizados, os quais, após transitada em julgado a sentença que condenar o infrator, serão vendidos em hasta pública e o produto da venda recolhido à conta do Fundo Nacional de Mineração”.

Entretanto, pelo Artigo 4 do acordo firmado com a França, o Brasil se compromete em reter, confiscar e, em última instância, destruir nos locais de extração ilegal ou durante seu transporte em zona protegida ou de interesse patrimonial, dos bens materiais e instrumentos utilizados para se cometerem as infrações. “Zona protegida”, segundo o acordo, é a faixa de terras de 150 quilômetros em ambos os lados da fronteira, a partir dos limites fronteiriços entre Amapá e Guiana Francesa. O objetivo da criação da zona “internacional” de fronteira é impedir a garimpagem ilegal nas duas margens do rio Oiapoque. Ocorre que somente os garimpos existentes em Oiapoque e Calçoene estarão dentro dessa faixa, e são todos legalizados. Do lado francês, nenhum garimpo ilegal fica dentro desse limite.

Coluna Argumentos, quinta-feira, 29 de agosto de 2013.


Brasília

O deputado Luiz Carlos (PSDB) recebeu ontem, em Brasília, o prefeito de Ferreira Gomes, Elcias Borges. Trataram de emendas parlamentares alocadas para o município, tais como R$ 1 milhão para revitalização da Praça Valentim Monteiro e R$ 200 mil para Unidades Básicas de Saúde (UBS).
  

Shopping

Leitor envia mensagem para reclamar de uma das lojas âncoras do Amapá Garden Shopping, a C&A. É que a central de ar da loja estaria funcionando mal e os clientes enfrentando um calor danado.


Conservação

A bucólica Vila Amazonas, em Santana, outrora um premiado projeto de arquitetura e urbanismo, não é mais a mesma. O lugar está com as ruas em petição de miséria amigo. Bem que podiam dar um grau lá.


Turismo

Um turista alagoano, chamado Rubens, esteve ontem em Macapá e foi à tarde ao Curiaú. Queria tomar açaí com charque frito, repetindo o que fizera há alguns anos. Não encontrou.


Vitrine

O Amapá terá uma delegação recorde na Feira das Américas, a Abav 2013, em São Paulo. O evento será aberto no próximo dia 4, com direito a um estande do Amapá. É a estreia do secretário Madureira (Setur).

Cachoeira

Técnicos da empresa responsável pela construção da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Jari, garantem que a futura barragem em nada afetará a exuberância da Cachoeira de Santo Antônio, um dos cartões-postais do Amapá.

Reforma

A presidenta Dilma Rousseff recebeu, na quarta-feira (28), dos líderes partidários José Guimarães (PT), André Figueiredo (PDT) e Manuela D’Ávila (PCdoB), no Palácio do Planalto, o projeto de decreto legislativo que dispõe sobre a convocação de plebiscito para reforma política.


Coluna Argumentos, quarta-feira, 29 de agosto de 2013.


Brasília

O deputado Luiz Carlos (PSDB) recebeu ontem, em Brasília, o prefeito de Ferreira Gomes, Elcias Borges. Trataram de emendas parlamentares alocadas para o município, tais como R$ 1 milhão para revitalização da Praça Valentim Monteiro e R$ 200 mil para Unidades Básicas de Saúde (UBS).
  

Shopping

Leitor envia mensagem para reclamar de uma das lojas âncoras do Amapá Garden Shopping, a C&A. É que a central de ar da loja estaria funcionando mal e os clientes enfrentando um calor danado.


Conservação

A bucólica Vila Amazonas, em Santana, outrora um premiado projeto de arquitetura e urbanismo, não é mais a mesma. O lugar está com as ruas em petição de miséria amigo. Bem que podiam dar um grau lá.


Turismo

Um turista alagoano, chamado Rubens, esteve ontem em Macapá e foi à tarde ao Curiaú. Queria tomar açaí com charque frito, repetindo o que fizera há alguns anos. Não encontrou.


Vitrine

O Amapá terá uma delegação recorde na Feira das Américas, a Abav 2013, em São Paulo. O evento será aberto no próximo dia 4, com direito a um estande do Amapá. É a estreia do secretário Madureira (Setur).

Técnicos da empresa responsável pela construção da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Jari, garantem que a futura barragem em nada afetará a exuberância da Cachoeira de Santo Antônio, um dos cartões-postais do Amapá.

Reforma

A presidenta Dilma Rousseff recebeu, na quarta-feira (28), dos líderes partidários José Guimarães (PT), André Figueiredo (PDT) e Manuela D’Ávila (PCdoB), no Palácio do Planalto, o projeto de decreto legislativo que dispõe sobre a convocação de plebiscito para reforma política.


Saúde

O governador Camilo Capiberibe (PSB) fez festa ontem para anunciar a construção de um hospital na Zona Norte de Macapá, voltado a maternidade. Fica a poucos metros do canteiro de obras do Hospital Metropolitano, outrora Hospital do Câncer. Bem que poderia unir forças com o município e concluir primeiro o mais antigo. Na boa.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Anglo American incentiva a produção de açaí no Amapá

Antônio Souza Caldas
A Anglo American - Sistema Amapá já distribuiu 85 mil mudas de açaí para agricultores ao longo da rodovia Perimetral Norte e para os projetos de inclusão social da Casa Betânia, em Santana e IAPEN, em Macapá. O trabalho, iniciado em 2011, é feito em conjunto pelos setores de  Meio Ambiente, que produz as mudas, e  Relações com a Comunidade, que cadastra os agricultores,  distribui as plantas e acompanha o seu desenvolvimento. A empresa pretende doar mais 70 mil mudas até março do ano que vem, totalizando 155 mil pés de açaizeiro a serem plantados na região oeste do Estado compreendendo os municípios de Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio e Porto Grande. Cada agricultor, selecionado dentro da área de influência da empresa, que compreende mina, ferrovia e porto, recebe 700 mudas. Para a nova distribuição, será feito levantamento até o fim deste ano e a distribuição  das mudas ocorrerá nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2014.
As mudas doadas são cultivadas no viveiro da Anglo American, em Pedra Branca do Amapari,  onde são reproduzidas mais de 70 espécies vegetais nativas da região amazônica, entre árvores ornamentais, frutíferas e produtoras de madeira. O açaí foi escolhido para ser distribuído aos agricultores da região, em razão de seu imenso potencial econômico. Somente no Amapá, em 2010, o produto ocupou o quinto item na pauta de exportações do Estado  com US$ 7,6 milhões, de tudo que foi exportado. Segundo a Secretaria Estadual de Indústria e Comercio, o açaí produzido no Amapá é destinado principalmente ao mercado norte-americano.
Raimundo Nonato
Estudos agro-econômicos indicam que cada muda de açaí começa a produzir aos três anos de idade. Em cinco anos, cada açaizeiro gera, naturalmente, três novos pés, formando uma touceira com quatro árvores. Assim, a cota de 700 mudas, distribuída a cada  agricultor, poderá se transformar  em 2.800 pés de açaí. O produto de cada açaizeiro rende hoje, em média, algo em torno de R$ 20,00 por ano, proporcionando uma renda anual de mais ou menos R$ 56 mil para cada família beneficiada. No total, as cerca de 155 mil mudas distribuídas, com a multiplicação natural,  poderão resultar em  620 mil açaizeiros, gerando receita adicional de até R$ 12,4 milhões anuais na economia dos  municípios beneficiados.
“Com a doação das mudas de açaí, a Anglo American busca contribuir para o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento econômico do Estado. A ação reflete a política de responsabilidade social da empresa e o relacionamento com as comunidades vizinhas aos nossos empreendimentos”,  enfatiza José Martins, diretor do Sistema Amapá
Além de doar as mudas, a Anglo American  oferece  acompanhamento técnico aos agricultores, orientando-os desde o plantio  até a produção. A cultura e o manejo dos açaizeiros são ecologicamente corretos, dispensando desmatamento ou degradação de áreas verdes.
Recentemente, uma equipe técnica esteve visitando os locais onde foram plantadas as mudas distribuídas desde 2011, constatando que as elas estão evoluindo muito bem, com bom aspecto fito-sanitário  e crescimento normal.
Para o agricultor Antônio Souza Caldas, morador do  km138 da br-156, o desenvolvimento do seu açaí está dentro do esperado. “Agradeço à  Anglo American pela doção das mudas. Sei que esse produto vai contribuir para a criação e formação dos meus dez  filhos”, assegura.
Outro beneficiário das doações, Raimundo Nonato, da comunidade do Cachorrinho,  já esta planejando ampliar sua área de açaí em 2014. Sempre desejei plantar açaí, mas faltavam recursos. Com a oportunidade oferecida pela Anglo American, começo ver ser meu sonho realizado”, festeja .

Fotos: Jarilon Santos
Texto: Paulo Oliveira/Anglo Amapá

Coluna Argumentos, terça-feira, 27 de agosto de 2013.


Brasília

O senador José Sarney (PMDB-AP) desembarca amanhã em Brasília para retomar a agenda de trabalhos. Dizem que tem um montão de demandas (e incêndios) para ele dar conta nessa volta ao batente. Chega a tempo de acompanhar projeto da Área de Livre Comércio.

Shopping

O secretário dos transportes (Setrap) Bruno Mineiro deve dar um trato profissional ao problema da rotatória da rodovia JK, em frente ao conjunto da Embrapa. Espera-se agora que a situação melhore por lá.

Estrada

Depois da tragédia com uma picape de jornalistas do governo do estado, ainda teve outro acidente na BR-156, só que desta vez com o presidente do Banco do Povo, Sávio Perez, que saiu ileso do capotamento.

Impróprio

A Prefeitura de Macapá fez um grande trabalho de limpeza e desobstrução da bacia de decantação, no Jardim Marco Zero. Agora o problema são as crianças tomando banho lá.

Perdas

Amapá deixará de ganhar R$ 38 milhões em recursos, em 2016, diz economista Charles Chelala. Perda é provocada pela nova partilha do FPE, sancionada em julho. Números assustam.

Apoio

coluna 62
Antes da largada da Corrida do Soldado, no domingo, os militares do 34º BIS fizeram um aquecimento físico, com direito àquela velha frase que eu não ouvia há mais de 20 anos: “Vamos pagar trinta?”
Eram as flexões de braço, amigo...

Planejamento

Mesmo com os esforços voltados para a Revisão Eleitoral Biométrica, o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), por meio da sua Assessoria de Planejamento e de Gestão Estratégica (Asplan/TRE-AP), já iniciou os preparativos de planejamento e a logística das Eleições 2014.

Preparativos

Ainda se recuperando da dor pela perda do irmão, falecido na semana passada, o prefeito de Ferreira Gomes, Elcias Borges, foi à televisão ontem prestar contas de suas ações à frente do Executivo. Também vendeu bem a mensagem do Carnaguari, um evento que ele pretende fixar como impulsionador do turismo e da economia de seu município.