Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

sábado, 30 de junho de 2012

Poeta paraense "desabafa" sobre novela global no Pará



DESABAFO DE UMA PARAENSE
por Alvarez Marcelina


Minha terra tem mangueiras,
Onde a sombra vou buscar;
os frutos que delas brotam,
São mais doces que os de cá.


Minha terra tem um povo,
alegre , puro e hospitaleiro,
que emprega o português correto
Em seu falar mais corriqueiro.


Tu vistes, tu fostes, tu queres,
Não é difícil pra nós;
Difícil é falar para aqueles ,
que não ouvem nossa voz.
Minha terra tem primores,
Tem belezas sem igual,
o que mais posso dizer da
minha bela Belém capital.


Falar o Égua como espanto,
ou como forma de encanto;
Torna-se algo grosseiro
Nas bocas dos forasteiros.


Como ousam pronunciar assim,
minha marca de nascença,
Sem o menor cuidado tomar,
achando que isso lhes dará audiência.




 

Então agora peço licença,
Para um conselho lhes dar
Pois que empreguem os verbos certos
Em suas conversas de boteco
E depois venham pra cá,


Minha cidade é no norte,
meu sotaque não é forte,
minha praia é de rio
Tô meio longe do mar,
Me refresco é na chuva, depois do tacacá.


Vocês não podem imaginar
Nem a GLOBO contará,
Isso tudo só verá
quem um dia for ao Pará,


Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que encontre as raízes
Que deixei ao vir pra cá.


A puta que os Pariu Rede Globo,
se quer fazer, que faça direito.
Que isto lhe sirva de lembrete:
"Amor Eterno Amor" é o cacete.

A carta desabafo do médico Alejandro Cadena ao Corrêa Neto


INNEURO

Instituto de Neurologia do Amapá

Caro jornalista Correa Neto,

Desculpe a demora por responder , mas a velocidade da vida nos cobra tempo que as vezes não dispomos como gostaríamos , em função da vida do médico não ser própria , sempre ocupada por cirurgias, consultas, exames , tratamentos, estudos, etc ... enfim sagrado preço da nossa paixão por esta bela, mas sacrificada profissão.
Obrigado pelas palavras de preocupação relativa a invasão sofrida pelo INNEURO no serviço do HCAL em 07.06.12. Não sei o que é mais grave , a invasão truculenta usando força policial para desapropriar a infraestrutura pertencente ao INNEURO, ou o cinismo descabido dos Gestores que tentam passar a população que um ato autoritário, que fere a democracia, o direito a propriedade privada, se torna um elemento legal, construtor de “gestão”, que a curto, médio e longo prazo vai afetar especificamente a nossa população. Já vi esse filme antes , nos arroubos populistas das ditaturas latino-americanas que anulam a democracia, na Venezuela, Bolivia, Equador, etc.
Para entender um pouco melhor a gravidade desta atitude devemos lembrar um pouco a historia..
O INNEURO introduziu o projeto de parceria publico-privada com o Governo do Estado, em 2009, através da implantação do serviço do Hospital de Emergência sem custo algum aos cofres públicos, em função da necessidade social de contar com um tomógrafo na rede de Emergências, visto que o tomógrafo do HCAL não funcionava ou funcionava de maneira intermitente o que prejudicava grandemente a nossa população. A implantação desse Serviço foi um ponto alto na resolução de problemas de saúde nesse setor.

Por este motivo sugerimos que esta solução se estendesse ao HCAL (antigo Hospital Geral) através de oficio anexo,

Do : Instituto de Neurologia do Amapá - INNEURO
Ao :    Exmo. Sr. Secretario de Saúde 
        Dr. Pedro Paulo dias de Carvalho

Prezado Sr. Secretário,

Após nove meses da implantação do Serviço de Tomografia Computadorizada do Hospital de Emergência , com resultados extremamente satisfatórios, e cientes que a nossa parceria constitui uma prova que a Colaboração publico-privada tem espaço importante na administração ,em função da resolução de demanda dos pacientes atendidos nesse Setor, do dinamismo que o serviço imprimiu ao funcionamento da unidade , proporcional a sua resolutividade, isto é confirmando uma sociedade de pensamentos comuns que  deu certo, do ponto de vista social, levo a sua apreciação as seguintes idéias, que visam uma solução mais ampla e definitiva nos problema de diagnostico por imagem na rede pública.

O INNEURO com a implantação dos novos serviços de Ressonância Magnética de alto campo e Medicina Nuclear, que com certeza irá disponibilizar aos usuários da rede hospitalar da SESA, programada ainda este ano, encontra-se em processo de implantação do RISS e PACS , processos que as grandes capitais já usam, com o objetivo de armazenar e dinamizar informações supridas pelos centros de imagem, isto é , conseguir agrupar e organizar em um único Centro  o gerenciamento dessas imagens.
Temos uma experiência pioneira no Hospital de Emergência, no qual implantamos com sucesso  o método de diagnóstico a distancia que visa a transmissão em tempo real do exame que esta sendo realizado, ao especialista onde quer que ele se encontre. Isto agilizou em muito o atendimento e pacientes que esperavam horas e ate dias para serem diagnosticados , agora tem seus problemas resolvidos imediatamente.

Vemos nesse sistema (RISS e PACS) uma janela para conseguir expandir nossa relação com a SESA através da ampliação dos serviços envolvendo o atual Centro de Tomografia do Hospital das clinicas , a criação de um novo Centro de imagem no segundo município do Estado, Santana, e um posto avançado no Município de Laranjal do Jarí, isolado geograficamente da capital mas que pode ser beneficiado com o método de laudo a distância .

O INNEURO implantaria inicialmente num prazo máximo de dois meses o novo Serviço de Tomografia computadorizada do Hospital das Clinicas Alberto Lima, ficando responsável por seu Gerenciamento, corpo clinico, material humano e material de consumo, assim como ficaria responsável pelas adequações físicas e arquitetônicas da sala onde seria implantado o novo Tomógrafo adquirido pela SESA, dispensando desse ônus á mesma, dos Serviços de instalação e manutenção , com o compromisso de funcionamento ininterrupto, o que atualmente não existe, proporcionando graves soluções de continuidade no atendimento a nossa população.

O mesmo modelo seria implantado no Hospital de Santana, no qual o INNEURO criaria uma estrutura física no próprio hospital , inclusive adquirindo um novo tomógrafo,que funcionaria em regime misto, isto é atendendo pacientes da rede publica assim como os usuários dos convênios, visando atingir toda a sociedade santanense, fixando-a no local , evitando seu deslocamento até a capital, desafogando as nossas Unidades. O Cronograma para implantação desse Serviço sería de 6 (seis)meses.

O projeto Laranjal do Jarí, seguiria os mesmos moldes de Santana e o tempo para implantação desses Serviços seria de 9(nove) meses. O objetivo, alem da resolutividade no local , implicaria também em redução da transferência desses pacientes ate Macapá, reduzindo os elevados custos de transporte, geralmente aéreo ou estradas não condicionadas para pacientes enfermos.

Todas esses Centros de Diagnóstico, estariam integrados e gerenciados pelo novo sistema do PACS e RISS, dinamizando informações e soluções, tendo como retaguarda a estrutura do próprio instituto.

Considero a implantação dessas idéias um desafio que pode revolucionar nosso Estado em termos de Saúde, dando soluções definitivas a problemas crônicos  e levando enormes benefícios a nossa população, assim como proporcionar uma elevada economia não só material mas de vidas humanas, como já acontece em nosso projeto inicial de Parceria, que é o Hospital de Emergência.

A implementação financeira dos convênios com essas unidades Hospitalares, obedeceria o mesmo critério de recursos ligados a nossa produção, nos mesmos moldes atuais usados no Hospital de Emergência.

Pela atenção que V.Sa. se digne dar á presente e ciente que o êxito na implementação do nosso projeto, será um marco muito importante dentro das realizações sociais do governo, reiteramos protestos de estima, respeito e consideração.

Atenciosamente,

Macapá, 15 de Julho de 2009

________________________________


Como o Sr. pode ver , Sr. Correa, a entrada do INNEURO como parceiro do Governo , não obedecia em nenhum momento interesses comerciais primários ou favorecimento politico a quem quer que seja, pois não somos instrumento politico de ninguém, seguiu sim, um projeto concreto de modernização das nossa Unidades de Imagem, com amplo beneficio social.
O governo na época tinha adquirido um tomógrafo para implantação no HCAL e nos participamos ativamente e sem custo da implantação e organização desse serviço. Porem 30 dias antes da conclusão fomos surpreendidos com a indicação do Dr. Pedro Paulo, que esse Setor iria ser regido e comandado pelo grupo de técnicos que o Governo atual tenta re-colocar, responsáveis pelo mau funcionamento do serviço por 20 anos, antes do INNEURO.
 Pois bem o Serviço foi inaugurado no dia 1 de Abril de 2010 e permaneceu por 3 meses e meio no controle dessa equipe, que não conseguiu realizar um só exame. Constrangido pela situação fomos procurados novamente pelo então Governador, para avaliar-mos a hipótese de re-assumir o Tomografo, e assim o fizemos em 30 dias, em função da experiência e conhecimento construído em 25 anos de trabalho e educação continuada nessa área.
Reconstruimos o local, recuperamos o tomógrafo que estava em vias de destruição pelo abandono que tinha sido submetido, treinamos nossos funcionários e reassumimos o Setor, passando a realizar 10 vezes mais exames por dia que o tomógrafo anterior, com a metade do custo da equipe anterior (que beirava 170.000 reais ao mês). Tudo isto sem nenhum custo nenhum á SESA, exatamente como sempre fiz questão de frisar.
Era um projeto social em que as receitas e os custos deveriam pelo menos ser iguais, assim como era uma questão de honra para nos, a implantação de um  serviço modelo no maior Hospital público do Estado.
Varias vezes o Setor, por nós implantado, foi elogiado , inclusive pelo atual Governador, pela sua competência, modernidade e respeito ao cidadão. O contrato de 85.000 servia apenas para cobrir custos de folha de profissionais médicos, técnicos, enfermeiros, pessoal de apoio, insumos como contrastes radiológicos, filmes, etc.. e manutenção preventiva do equipamento e mais do que isso, elaborávamos faturamento mensal do Serviço que a SESA recebia de volta do SUS, em mais de 90 por cento do custo do contrato, isto é,  um Serviço autossustentável.
Os Gestores atuais falam que havia superfaturamento do valor dos exames ?? , Como se o valor era fixo.?? Para o Sr. ter uma idea o valor cobrado a SESA era de aproximadamente 25 por cento do valor da rede privada. Exemplo um exame de tomografia de crânio que na rede privada custa 450 reais, era realizado por 97 reais  ao Estado. O primeiro argumento dos gestores “Economia ??” ... Absolutamente falso.
O segundo argumento , que nos manipulávamos os exames. ? . Os exames eram realizados seguindo a indicação do Serviço Social, isto é da fila de espera, isto é dos mais carentes. Muitas vezes houve tentativas de “furar” a fila através de indicações politicas de protegidos dos gestores, isto nunca permitimos. Como poderíamos concordar com esse vicio clientelista da politica ruim que agredia o principio fundamental do projeto social que era exatamente servir aos mais carentes. Mantivemos sim a disciplina social, que é vital para manter a organização sem desvio de focos . Se isso é manipular, sim manipulei, melhor dito, normatizei , para o bem da nossa sociedade...
O terceiro argumento que os gestores tentam justificar tamanha agressão é o fato do INNEURO aumentar o valor do contrato feito em 2009... É no mínimo cínica e irresponsável essa postura, pois o aumento do valor do referido contrato se prende a fatores quantitativos e qualitativos exigidos pela própria Secretaria que aumentou tal quantitativo de 600 para 1000 exames/mês, assim como solicitou a cobertura anestésica dos pacientes para realização dos referidos exames . Alem disso exigiu a necessidade de um contrato de manutenção com a empresa PHILIPS (fabricante do equipamento) envolvendo além da manutenção, o fornecimento das peças necessárias para um eventual defeito. Tudo isto, como consta na chamada publica ou licitação, envolvia custos adicionais não previstos no contrato anterior. O INNEURO apresentou planilha de custos que foi aprovada pela equipe técnica  da SESA e seus departamentos administrativos. Até 3 dias antes da invasão , o Secretario adjunto e sua equipe tinham concordado com tais planilhas. De repente,  surge algum iluminado discípulo de Hugo Chaves, que acha mais barato “encampar”, o serviço desapropriando uma estrutura de Alta Complexidade, que não pertence ao Estado e agredindo de morte a ideia da Terceirização como instrumento dinamizador de soluções , sabidamente mais rápida e mais eficaz para aliviar os graves problemas que afetam a nossa população.
 Isto significa um profundo retrocesso a evolução do status quo de gerenciamento moderno, já seguido com êxito em praticamente todos os estados brasileiros, que vê na parceria publico-privada a melhor solução para Serviços de Alta complexidade, visto que passa para o Serviço público o  modelo de gerenciamento da iniciativa privada, o que corta os vícios implantados de corrupção, superfaturamento e péssimo atendimento que caracterizam infelizmente a administração publica.
Outra mentira descabida é que os funcionários do INNEURO são pagos pelo Estado.  Absolutamente falso. Alguns deles tem um segundo vinculo empregatício no Governo, em função das atividades que desenvolvem em outras unidades (Exemplo UTI, Centro cirúrgico), repito outras, pois o trabalho que desempenham no INNEURO não tem um centavo de recursos públicos, sendo todos nossos funcionários pagos integralmente pelo nosso Instituto. Os mesmos são estimulados no seu treinamento, direcionado para crescimento profissional, contato com estruturas modernas . multiplicidade de conhecimento em varias áreas da moderna Imagenologia, etc.. o que o Governo não investe , nem sonha em investir..., preferindo insistir na estrutura arcaica do profissional desmotivado e acomodado ,que é o que caracteriza o Servidor publico   e no final das contas pune a nossa população.
Como pune a população o fato de dizer que agora o Serviço vai funcionar ä contente”. A contente de quem..? Passadas longas três semanas da invasão , a equipe “técnica” do HCAL sequer conseguiu ligar o equipamento ...! Seria cômico não fosse trágico. São motoristas de bicicleta tentando fazer funcionar um avião. Tem que lembrar ao Governador que o conhecimento não se decreta  ... se constrói ...! Neste período, a “gestão” diante de sua incapacidade técnica e de planejamento, tem tentado comprar nossos funcionários com as mais variadas ofertas. Pergunto, Como “encamparam” um serviço de Alta complexidade, sem ter o mínimo conhecimento de como ele funcionava.? Antes de assumir falaram que tinham todos os recursos materiais e humanos inclusive para que que ele funcionasse “a contente”, e agora... continuam perdidos na sua própria ignorância, na sua arrogância, .. é a famosa iniciativa “burra”. Mais uma vez a única punida é a nossa população ..
Estranho também o fato da Justiça não agir com rigor diante de tais eventos que violam os nossos direitos de propriedade Privada. Se fosse um ladrão de galinhas que entra no seu quintal e rouba ... , já estaria preso no IAPEN, mas como é o Governador que toma posse dos seus pertences e os entrega para serem manipulados por pessoas incompetentes, em atitude absolutamente arbitrária , autoritarista, populista .. a Justiça pede “explicações” ... ?? Estranho ...
O Secretario Lineu pediu após a invasão  um prazo de  24 horas para o serviço de Tomografia funcionar... nada, depois pediu 15 dias ... para voltar a funcionar e nada de novo ... agora esta pedindo 30 dias ... para seus técnicos aprendam a manusear o equipamento (a ultima noticia e que estão esperando alguém de São Paulo para fazer um curso de Treinamento, curso alias que já tinha sido realizado um ano atrás, foi pago com recursos públicos e não deu em nada) ...  E ninguém , nem Justiça, nem Imprensa, cobra esses prazos ... Até quando a impunidade da incompetência que custa vidas vai durar, sem pelo menos ser exposta ?

Para finalizar meu caro e respeitado jornalista Correa, peço que pense em 5 questões que considero extremamente graves e resumem o problema,
1.     Porque a SESA não conseguiu em 1 ano e 6 meses regulamentar a contratação dos serviços de Tomografia?
2.     A Terceirização dos Serviços é prejudicial ao Estado?
3.     Tomar posse de Propriedade Privada é um novo modelo de Gestão?
4.     A quem beneficia a manutenção do Estado de Emergência, se as possíveis causas que levaram a sua instalação , já foram teoricamente resolvidas ?
5.     Quem vai pagar por isso ...?

Atenciosamente,

Macapá, 26 de Junho de 2012

Luis Alejandro Cadena
M.D. Diretor Clinico do INNEURO
Hospital São Camilo e São Luís – Rua Marcelo Cândia, 742  Santa Rita fone (096) 222 0294

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Coluna Argumentos, sexta-feira, dia 29 de junho de 2012.

Deu AL

O ministro  Ayres Britto, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou ontem (28) a suspensão dos efeitos da decisão do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) que impedia renovação do contrato de aluguel do prédio usado como anexo da Assembleia Legislativa. Ele também considerou que a mudança oneraria mais o erário.

Fases

O senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP) articulou e cavou seu espaço no Congresso. O estilo atirado amealhou incursões generosas na grande mídia. Em duas CPIs o estilo franco atirador deu destaque, mas também inimizades e narizes torcidos. Nesta sexta-feira ele vive outra experiência, lançando seu candidato a prefeito. Quer transferir votos.

Será?

Fim do mistério sobre para onde vai o PR nestas eleições municipais. Mesmo sem confirmação oficial, coube a Claudio Pinho, um dos caciques do PSB postar no microblog Twitter que o PR está na coligação encabeçada pelo PSB e PT. O grupo terá a deputada estadual Cristina Almeida (PSB) na disputa pela PMM.

E a gente?

O governo federal exigirá que as concessionárias de ferrovias recuperem 5 mil quilômetros de estradas de ferro que estão absolutamente abandonadas. Um conjunto de obras que deverá custar perto de R$ 5 bilhões bem que poderia incluir a velha ferrovia do Amapá, onde os trens não páram na linha...

Na conta

O deputado Bala Rocha (PDT/AP), conseguiu a liberação de R$ 750 mil para Santana. O montante será destinado para construção do centro de armazenagem de grãos, localizado no município. O valor já está disponível para a Prefeitura. Esta é a segunda parcela da obra. A primeira, no valor de R$ 1 milhão, foi paga ano passado. O valor total é de R$ 2,5 milhões.

Tal pai

Dizem que o governador Camilo Capiberibe (PSB) não gosta de ser comparado ao pai, nem ao seu governo, ele tem lá seus motivos. Depois de ir à Rio 92 Capi pai voltou decidido a dar o nome da moda naqueles tempos ao seu governo, sustentabilidade, daí o PDSA, o programa que ele repetia feito um mantra em discursos, reuniões e aparições midiáticas.

Tal filho

Agora que é governador, Capiberibe filho parece ter ouvido os conselhos do pai e também criado o seu “programa”. Eis que surge o ProAmapá, vendido como a redenção para todos os problemas do Estado. Mas o PAC da Dilma lançou obras novas pelo país. O “paquinho” daqui raspou o que tinha na Seinf e foi incluído no “novo” pacote de obras e ações.

De olho

Uma última nota sobre o Setentrião. Em que pese tentar reagir e mostrar serviço, a administração estadual vira alvo da oposição, que anda de olho em eventuais atropelos à regra da eleição. É que o GEA intensifica obras e ações em municípios, com postos de saúde, câmaras municipais, creches e até semáforos. A regra define parâmetros para ações típicas dos municípios.

Gilvam pode sair candidato a prefeito, se não houver acordo com Roberto



Pelo menos até ontem pela manhã havia possibilidade do ex-senador Gilvam Borges (PMDB) sair candidato a prefeito de Macapá, caso a última conversa entre ele e o prefeito Roberto Góes (PDT) não encaminhasse a um acordo sobre o vice do gestor, que tentará a reeleição, sair das hostes peemedebistas.

A informação foi dada em entrevista radiofônica pelo ex-deputado federal Jurandil Juarez que interinamente preside o PMDB no lugar do próprio Gilvam Borges, liberado pelo partido para fazer as negociações da legenda sobre as eleições municipais em todo o estado.

Embora Juarez não tenha dito, o deputado federal Vinícius Gurgel repentinamente surgiu como a “pedra no meio do caminho” do PMDB que há muito esperava apresentar o vice na chapa de Roberto.

Na convenção do Partido da República (PR), sábado passado, 23, da qual o prefeito Roberto Góes participou, foi ventilada a possibilidade de uma dobradinha dos dois em se pensando em chapa majoritária para a prefeitura da capital.

O deputado Vinícius, inclusive, ficou de definir, ontem, se optaria disputar a eleição majoritária de outubro como candidato a vice de Roberto Góes. Não houve confirmação. Vinícius sequer atendeu telefonemas de jornalistas.

Também ontem, Gilvam Borges e Roberto Góes ficaram de ter a tal última conversa. No caso de PMDB e PDT caminharem juntos nas eleições, a ex-deputada estadual Francisca Favacho deverá ser vice do atual gestor.


Diário do Amapá

Partidos que disputarão majoritária chegam à reta final das convenções

PCdoB, PSB, PDT, Psol e DEM, os partidos que encabeçarão as chapas majoritárias que concorrerão nas eleições municipais do corrente ano, fazem a reta final das convenções que definirão os seus respectivos candidatos.

De acordo com o Calendário Eleitoral elaborado pelo TSE, o prazo final para as convenções partidárias é 30 de junho, sábado. Neste dia, PSB, PDT e DEM escolherão os seus candidatos para as eleições majoritárias e proporcionais, em locais diferentes da cidade.

Abrindo a corrida da reta final das convenções, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) faz a sua, hoje, na sede do Trem Desportivo Clube, quando homologa o deputado federal Evandro Milhomen como o candidato da legenda para a Prefeitura Municipal de Macapá.

A convenção do Partido Socialismo e Liberdade (Psol), com o vereador Clécio Luís para gestor da capital, ocorre amanhã, 29 de junho, no Ginásio do Santa Inês.

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), que tem na deputada estadual Cristina Almeida a candidata à prefeita, realizará a sua convenção, sábado, na quadra de esportes da escola Azevedo Costa, no bairro do Laguinho.

O Partido Democrático Trabalhista (PDT), que apresenta o atual prefeito Roberto Góes como postulante à reeleição, fará a sua convenção, sábado, na sede da Associação Esportiva e Recreativa da CEA (Aerc).

O DEM, por sua vez, homologará o deputado federal Davi Alcolumbre como candidato a prefeito de Macapá, também sábado, 30, tendo o Ginásio do Santa Inês como local.

Partido com tradição de raramente apresentar candidato próprio para prefeito municipal de Macapá, mas que sobremaneira influencia na performance dos seus aliados, o PMDB também fará convenção, dia 30, na sede da legenda situada na avenida Procópio Rola com rua Hildemar Maia, bairro de Santa Rita.
 

Coluna Argumentos, quinta-feira, dia 28 de junho de 2012.

Em alerta

Juristas dizem que entre as restrições impostas pela lei eleitoral está a liberação de convênios, repasses e outras formas de custeio para prefeituras do interior, por parte dos governadores. Tudo tem que ser devidamente comunicado aos tribunais regionais eleitorais, os TREs. O poder de fogo dos estados pode desequilibrar o pleito, diz a regra.

Transferência

Ainda a respeito do tema anterior, a legislação também veda que os estados possam adentrar nas competências dos municípios só para privilegiar politicamente “os seus”. Isso pode ser observado em questões ou programas como a coleta de lixo, operação tapa-buracos e até na sinalização de trânsito. Você já viu isso acontecer em sua cidade? Denuncie.

Polêmica

Gente do meio jurídico diz que a recém-empossada desembargadora Sueli Pini pode enfrentar nova polêmica por conta da decisão de afastar deputados estaduais. É que já existiria norma sobre decisões desta envergadura que tenham sido adotadas por um plantonista. Há quem diga que vem barulho por aí. É esperar pra ver.

Aplicação

O presidente do Senado, José Sarney, espera que o novo Código Penal brasileiro possa ser um instrumento efetivo de luta contra a criminalidade e de melhoria da segurança pública. Após receber o anteprojeto da reforma do Código, lembrou que lei só resolve se for efetivamente aplicada. É mesmo.

Educação
Em uma sala lotada de estudantes e de representantes de movimentos sociais, a comissão especial do Plano Nacional de Educação (PNE – PL8035/10) aprovou a aplicação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do país em políticas do setor em até dez anos. O índice vinha sendo reivindicado por deputados da oposição e parte da base aliada do governo.

Prevenção

Lembra do escândalo dos precatórios na Justiça de Alagoas? Para evitar novas polêmicas, presidentes e representantes de tribunais de justiça brasileiros reuniram-se em Brasília, com a corregedora nacional de justiça, ministra Eliana Calmon. Em pauta, a reorganização do setor responsável pelo pagamento de precatórios. Pelo Amapá, foi o desembargador Mário.

Sinuca

Notícias vinda de Calçoene dão conta de que a prefeita Maria Lucimar (PMDB) está num aperto daqueles depois que recebeu apoio do governador Camilo Capiberibe (PSB) para as chamadas contrapartidas das emendas federais. É que os socialistas pediram “em troca” a indicação do vice na chapa da prefeita. Mas o nome indicado é um desafeto histórico dela.

Veto

Outra da Prefeita Lucimar. Muito embora a aliança com o PSB tivesse sido anunciada como certa, o presidente regional do partido dela, o PMDB, já anunciou que alianças entre PSB e PMDB estão completamente vetadas no Amapá. Gilvam Borges foi rápido no gatilho, claro, afinal as convenções estão acabando. Mas o nome do vice de Lucimar ainda não foi anunciado oficialmente.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Coluna Argumentos, quarta-feira, dia 27 de junho de 2012.

Não há vagas

Quem programou a viagem de férias e comprou suas passagens com antecedência, deu-se bem. Na verdade ganhou duas vezes, ao garantir o embarque e economizar nas tarifas. Quem está tentando viajar neste começo de temporada está enfrentando muito estresse e pagando muito caro pela passagem. Uma companhia regional cairia bem.

Fila pra tudo

Já que o assunto é viagem de férias vai aqui uma dica para quem ainda planeja ir neste Verão à Europa. Prefira o fim de agosto ou setembro. “Em julho as praias e restaurantes ficam lotados e muito caros”, é o que ensina o economista Carlos de Colón, amigo do colunista, além de ser useiro e vezeiro viajante ao Velho Continente.

Nas entrelinhas

Em que pese o desgaste da gestão, o próprio governador Camilo Capiberibe (PSB) deu a cara para bater no horário eleitoral de sua legenda, totalmente voltado para Macapá. Falando de asfalto e até semáforos, disse que pode ajudar a capital. Só que para isso quer eleger a comadre Cristina Almeida (PSB) para ser a prefeita.

Hora extra?

Noite de sexta-feira em Macapá, tamanha 22h, e a loja da Climacar ainda aberta e com intenso movimento de carros. Não, ninguém inventou um turno extra. É a nova mania dos jipeiros do Clube da Aventura, que reúnem a família, os carros e jogam o estresse semanal de lado. Valeu, Marcelo e Marly!

Mais dúvidas

Gente da copa e cozinha do ex-deputado Lucas Barreto (PTB) diz que ele está repensando o projeto de sair candidato a vereador. Na verdade , ninguém tem uma opinião formada por lá. Quem defende diz que ele se projetaria na Câmara, além de se viabilizar, claro. Quem é contra diz que em 2014 ele seria referendado pelo universo do eleitorado de um vereador.

Não é 100%

Embora o deputado Davi Alcolumbre (DEM) comemore a anunciada aliança com o PSDB e o PTB como reforço de sua coligação para disputar a sucessão municipal em Macapá, há rumores de que tucanos de bico longo devem fazer um boicote branco à chapa. Existe uma “mágoa” unilateral desde as eleições de 2010, quando estiveram em palanques opostos.

Com o partido

Ainda a respeito da nota anterior, pelo menos um dos mais tradicionais quadros do PSDB no Amapá confirma apoio a Davi Alcolumbre na disputa pela Prefeitura de Macapá. Exatamente alguém que já ocupou o trono do Palácio Laurindo Banha, o ex-senador Papaléo Paes. Na verdade, o apoio é “indireto”, pois disse que acatará as decisões da Executiva Nacional do partido.

Abatimento

A ala mais avessa à decisão da cúpula nacional do PSDB em apoiar o DEM em Macapá é composta pelos deputados Michel JK e Luiz Carlos. É que a pré-candidatura de Michel vinha sendo trabalhada havia tempos e as equipes técnicas trabalhando duro na formatação de uma proposta para os grandes problemas de Macapá. A decisão atropelou tudo. Nenhuma declaração, ainda.

Coluna Argumentos, terça-feira, dia 26 de junho de 2012.

Didático

O presidente José Sarney afirmou que há um sentido “didático” na decisão do Brasil e demais países do Mercosul de suspender a participação do Paraguai no Mercosul até às próximas eleições presidenciais naquele país, em abril de 2013. A medida foi uma resposta ao impeachment do presidente Lugo. “Precisamos estar atentos”, disse Sarney.

Bondades

Ano eleitoral é bom para acelerar o Poder Executivo, já percebeu? Amigo (a), é um tal de arruma aqui, ajeita acolá e as coisas têm que sair. Nessa questão de habitação, por exemplo, havia décadas que uma casinha sequer era erguida no Amapá. Agora, governo e prefeitura fazem festa para moradia popular. Tomara que ganhe quem mereça, né TRE?

Por e-mail

A servidora do Tribunal de Justiça do Estado que foi acusada de participar de uma verdadeira quadrilha que tinha até falso oficial de Justiça tomando os carros de quem estava com o carnê atrasado resolveu falar. Mas foi por meio do correio eletrônico do Judiciário que ela falou aos colegas que vai poder provar sua inocência.


Audiência

A deputada Fátima Pelaes esteve reunida com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit), general Jorge Ernesto Pinto Praxe, para discutir a situação dos catraeiros do Oiapoque. Ele prometeu estudar com sua equipe uma alternativa para os trabalhadores.

Discurso

O senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) condenou, em discurso veemente, a deposição do presidente do Paraguai, Fernando Lugo, pelo Parlamento daquele país. Na avaliação de Randolfe, o julgamento conduzido por deputados e senadores paraguaios, realizado em apenas 36 horas, foi rápido demais e não respeitou o contraditório e a ampla defesa.

Constatação

Quer uma notícia ruim? A gasolina vai aumentar de preço. Quer uma notícia boa? O aumento é das refinarias para as distribuidoras e não deve chegar às bombas, ou seja, afetar o bolso do consumidor. Que bom! Agora, quer que eu te diga uma verdade? Não dá para acreditar nessa história, claro. Não que a notícia do aumento seja mentira, falo do repasse para a gente.

Abalrroado

O ex-senador Papaléo Paes (PSDB) tomou um grande susto ontem de manhã no trânsito de Macapá. O carro que ele dirigia foi violentamente atingido por outro veículo no cruzamento da Presidente Vargas com a Eliezer Levy. Mesmo não sendo o causador da batida, Papaléo, que é médico, foi imediatamente verificar a situação do outro motorista. Só danos materiais.

Sem vagas

O ex-deputado Manoel Mandi, atuante empresário e piloto off-road nas horas vagas, passou um perrengue daqueles ontem para conseguir viajar para a etapa da Bahia do Campeonato Brasileiro de Rally. Pegou “carona” em um monomotor até Belém e de lá esperava embarcar na companhia aérea Trip para Salvador. Esse caos aéreo para Macapá é um velho problema.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Coluna Argumentos, terça-feira, dia 19 de junho de 2012.

Bomba!

Tanto Davi Alcolumbre (DEM) como Lucas Barreto (PTB) confirmam compromisso para as eleições deste ano. Muito se fala que os dois poderiam encabeçar uma chapa rumo à Prefeitura de Macapá, não é? Mas o último babado que se sabe é que Davi vai mesmo concorrer a Prefeito e Lucas a vereador. Poderia eleger uma bancada e tanto, né?

Costura

O assunto anterior, de tão agudo na corrida pela sucessão, merece outra nota. O que se sabe é que Lucas teria recebido a informação de que não é bom ficar sem mandato por tanto tempo, daí postular a Câmara Municipal. Sem contar que poderia projetar-se no cargo e disputar o Setentrião em 2014. No papel tudo fica mais fácil.

Embate

Em Brasília, onde cumpre agenda oficial, o presidente da Assembleia Legislativa, Moisés Souza (PSC) tenta, mas não consegue evitar responder perguntas a respeito do qüiproquó com o MP do Amapá. Muitos dizem que ele tem muita coragem para encarar essa batalha. Ao final, diz, a justiça prevalece.

Vale-tudo – As eleições são o cenário de alianças improváveis mesmo. Com Fernando Hadad a tiracolo, o ex-presidente Lula anunciou ontem aliança com o ex-desafeto Paulo Maluf (PP), para a disputa pela Prefeitura de São Paulo. Não foi só ele não. O PSDB juntou-se ao PR do mensaleiro Valdemar Costa Neto.

Transparência

A Comissão Mista de Orçamentos (CMO) implantou uma página na internet para que a sociedade possa colaborar na elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2013. O objetivo é permitir que qualquer cidadão possa fazer sugestões e acessar conteúdos sobre a LDO 2013 pelo link http://edemocracia.camara.gov.br/web/ldo/inicio. Um avanço.

Velho lobo

Jorge Nova da Costa, ex-governador, Napoleão Sabóia, jornalista. Dois amigos e aliados do Presidente Sarney (PMDB-AP) e que são defensores fervorosos de que o decano do Congresso Nacional encare mais uma disputa nas urnas, pela própria reeleição. Só faltam convencer Sarney, que não querer nova candidatura. Até deputados estaduais já foram a ele pedir.

No Rio

Por falar em Sarney, ele embarca amanhã para o Rio de Janeiro compondo a delegação da Presidente Dilma, para os dias decisivos da Conferência Rio +20. Seu filho, o deputado federal Sarney Filho (PV-MA) chegou na frente é comanda a interface com os ambientalistas internacionais. A militância do filho e a articulação do pai devem ajudar na definição do texto final.

Ajuda

O diretor administrativo do Sebrae-AP, Valdeir Garcia, foi ao Rio de Janeiro, onde desembarcou no fim da manhã. se disse otimista de que a enorme mobilização de autoridades e lideranças mundiais em torno do desenvolvimento sustentável dê em resultados palpáveis. O sebrae e o modelo de empreendedorismo que defende agrega a esta causa, diz o executivo.

sábado, 16 de junho de 2012

No Amapá a meta é vacinar 70,7 mil crianças contra a pólio

A campanha de vacinação pretende manter erradicada a pólio no país


Começa neste sábado (16), em todo o Brasil, a campanha de vacinação contra a paralisia infantil. Cerca de 115 mil postos estarão abertos, das 8 horas às 17 horas, para atender as crianças menores de cinco anos

A campanha de vacinação contra a poliomielite começa amanhã (16) com a realização, em todo o país, do Dia D de Mobilização. Das 14,1 milhões de crianças com menos de cinco anos, a meta é vacinar 95%, o que corresponde a 13,4 milhões. O Ministério da Saúde repassou 21,2 milhões de doses da vacina para todas as secretarias estaduais do Brasil. Para o Amapá foram repassadas 106.100 doses para atender a população alvo que é de 70.700 crianças. A campanha começa neste sábado e termina no dia 06 de julho.

No “Dia D” de mobilização nacional, em todo o país, 115 mil postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) estarão preparados para atender, das 8 horas às 17 horas, pais ou responsáveis que levarem crianças menores de cinco anos para tomar as duas gotinhas da vacina contra a pólio. Além das unidades permanentes, shopping centers, rodoviárias, escolas, entre outros locais, vão receber postos móveis de vacinação. Cerca de 350 mil pessoas estarão envolvidas na campanha, com a utilização de 42 mil veículos, entre terrestres, marítimos e fluviais.


ETAPA ÚNICA

Até 2011, o país realizou duas etapas da campanha, em junho e agosto, com a vacina oral. Esta estratégia apresentou excelentes resultados ao longo dos anos, alcançando as metas estabelecidas para cada etapa. No ano passado, a cobertura na primeira etapa chegou a 100%. Já na segunda etapa, a coberta vacinal foi de 99%.

Em 2012, ao contrário dos anos anteriores, a campanha acontecerá em etapa única. A partir de agosto, além das gotinhas disponibilizadas nas campanhas anuais de vacinação, as crianças que estão começando o esquema vacinal, ou seja, nunca foram vacinadas contra a paralisia infantil, irão tomar a primeira dose aos dois meses e a segunda aos quatro meses, com a vacina inativada poliomielite, de forma injetável. Já a terceira dose (aos seis meses), e um reforço (aos 15 meses) continuam com a vacina oral.

Antes, a criança tomava duas gotinhas aos dois meses, aos quatro meses, aos seis meses e aos 15 meses de idade, além das doses durante as campanhas nacionais de vacinação.

A introdução da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), com vírus inativado, vem ocorrendo em países que já eliminaram a doença. A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), no entanto, recomenda que os países das Américas continuem utilizando a vacina oral, com vírus atenuado, até a erradicação mundial da poliomielite, o que garante uma proteção de grupo. 

A vacina contra a pólio é segura. Ela se destina as crianças menores de cinco anos, mesmo as que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarréia.

O Ministério da Saúde está investindo R$ 37,2 milhões em repasses do Fundo Nacional de Saúde para os estados e municípios. Além deste valor, o Ministério da Saúde também destinou R$ 16,7 milhões para a aquisição das vacinas.


A DOENÇA 

A poliomielite, ou paralisia infantil, é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que atinge principalmente crianças de até cinco anos. É caracterizada por quadro de paralisia flácida de início súbito, principalmente nos membros inferiores. Sua transmissão ocorre pelo Poliovírus, que entra pela boca. Ele é carregado pelas fezes e gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro da pessoa contaminada. Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças em um mesmo local favorecem a transmissão.

O período de incubação (tempo que demora entre o contágio e o desenvolvimento da doença) é geralmente de 7 a 12 dias, podendo variar de 2 a 30 dias. A transmissão também pode ocorrer durante o período de incubação.

A transmissão da doença ocorre por via oral, sendo que o poliovírus pode estar presente nas fezes e gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro da pessoa contaminada favorecendo a contaminação das pessoas não vacinadas. A doença pode causar danos irreversíveis, dependendo da gravidade pode evoluir para óbito.

O último caso da doença no país foi registrado em 1989, na Paraíba. Em 1994, o país recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da doença. Embora não haja circulação do vírus no Brasil, neste ano, 16 países registraram casos de paralisia infantil e em três deles a doença é endêmica: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. Por isso, para evitar a reintrodução do vírus no Brasil, é fundamental a manutenção da vacinação.

A aplicação das gotinhas tem como objetivo manter o Brasil na condição de país certificado internacionalmente para a erradicação da poliomielite, estabelecendo proteção coletiva com a vacinação de todas as crianças menores de cinco anos no mesmo período. Esta estratégia também permite a disseminação do vírus vacinal no meio ambiente, ajudando a criar a imunidade de grupo. É importante ressaltar que não existe tratamento para a pólio, apenas a prevenção por meio da vacina. 

Castanha do Jari rouba a cena na Conferência Rio +20


Produzidos por pequenos produtores da Reserva Extrativista do Cajari, no Sul do Amapá, dois deliciosos produtos da culinária tradicional do Estado encantaram visitantes do Parque dos Atletas, palco de exposições dos estados brasileiros e países participantes da Rio+20.
Cerca de 300 pessoas passaram pelo stand do Amapá no primeiro dia de atividades, nesta quarta-feira, 13. O espaço é ornamentado com peças artesanais, bonecas dançarinas de Marabaixo e miniaturas de urnas Maracá-Cunani (achados arqueológicos). Em português e inglês, os expositores apresentaram ao público um pouco da cultura e da rica sociobiodiversidade o Estado. Mas foram os bombons e os biscoitos de castanha-do-brasil que fizeram mais sucesso.
A estudante carioca Mirna Barcellos, acadêmica do curso de Ciências Ambientais de uma faculdade particular do Rio de Janeiro, ouviu falar do biscoito quando encontrou amigas na entrada do Parque dos Atletas. Foi direto ao stand do Amapá. “Vim aqui para experimentar essa delícia da Amazônia e adorei. Aproveitei também para conhecer um pouco mais da cultura do Amapá e dos outros estados. Como acadêmica da área ambiental já sabia que o Estado de vocês era o mais preservado do Brasil, mas não que tinha uma cultura tão rica”, disse, satisfeita ao degustar o biscoito.
Na manhã desta quinta-feira, 14, um grupo de crianças estudantes de um colégio americano do Rio também provou e aprovou os produtos amapaenses. Elas são filhas de executivos estrangeiros que trabalham e moram naquele Estado. As meninas, claro, adoraram as bonecas de Marabaixo. “Trouxe meus alunos aqui porque eles são o nosso futuro e, por isso, têm que aprender desde já a importância do desenvolvimento sustentável e garantir que a geração delas e as que vêm pela frente vivam sem os riscos do mundo atual”, ponderou a professora sul-africana Eleanor Perlen.
“A aceitação desses produtos faz com que o Amapá chame a atenção. Estamos aproveitando essa vitrine proporcionada pela Rio+20 para dar holofotes ao Estado e, com isso, atrair investidores para os projetos de desenvolvimento sustentável os quais o Amapá é pioneiro”, observou o secretário de Estado do Meio Ambiente, Grayton Toledo.
Programação
A participação amapaense nas discussões sobre desenvolvimento sustentável segue na tarde desta quinta-feira, das 13h às 14h, no auditório do stand dos estados da Amazônia, com a apresentação de um importante parceiro do Estado nas atividades de emissões evitadas e conservação de florestas, o projeto Carbono Cajari – do Programa Petrobras Ambiental.
Na sexta-feira, dia 15, a delegação amapaense apresenta o Guia de Investimentos do Estado do Amapá. No dia 17, domingo, haverá dois importantes lançamentos: Guia de Áreas Protegidas do Amapá e o primeiro volume de uma série técnica sobre o potencial de estoque de carbono das florestas do Amapá.
Já no dia 18, às 16h, haverá um importante evento para os estados da Amazônia antes das conferencias fechadas com os líderes de estado na semana que vem. Trata-se do Fórum dos Governadores da Amazônia. E no dia 19 haverá o grande momento amapaense dentro do Parque dos Atletas, o evento “Amazônia em debate: Escudo das Guianas, desafios e oportunidades”. Além desses, os representantes do Amapá participarão de outros debates nas programações previstas para os demais estados amazônicos.

Juliele canta no Centro Cultural Sesc Boulevard, em Belém

Cantora amapaense Juliele Marques quer aproveitar a visibilidade da música da região amazônica
A produção musical da região Norte tem chamado atenção da comunidade artística eixo sul-sudeste do Brasil, que está maravilhada com o talento de artistas paraenses como Gaby Amarantos e Lia Sophia. É do Amapá a outra aposta da região amazônica na cena artística nacional, o nome é Juliele Marques, que se apresenta hoje em Belém, durante o lançamento do 2º CD da carreira, “Balé de Luz”.

A voz suave e delicada da cantora a elevou ao status de uma das maiores expressões da música do Amapá. No primeiro disco, o homônimo Juliele (2007), ela afirma que não tinha grandes pretensões. “Queria deixar um registro da minha voz, não achava que teria uma carreira”, conta. Neste álbum as canções celebram o amor e a natureza – a paixão pelo planeta Terra é o mote que abre CD na música “Pérola Azulada”. Na produção, Juliele contou com irrepreensíveis talentos do Amapá, como Zé Miguel e Joãozinho Gomes, do Pará, a exemplo de Nilson Chaves e Carlos Correia. Além daqueles já consagrados nacionalmente como Ivan Lins, Vicente Barreto e Celso Viáfora.

A própria gravação foi realizada em território paraense e reuniu alguns dos melhores músicos do Pará. “É a primeira vez que me apresento em Belém num show solo, estou muito feliz por contar com a importante parceria do maestro Manoel Cordeiro”, conta Juliele. Antes da gravação do primeiro CD, ela cantava apenas em reuniões domésticas, com amigos. O primeiro show da vida foi justamente o do lançamento do CD.

Ela já se apresentou em algumas das melhores salas de espetáculo do Brasil, como o Tom Jazz, em São Paulo, e a Sala Baden Powell, no Rio de Janeiro. Também em São Paulo, participou do show coletivo Amapá em Cantos, que promoveu duetos de intérpretes do estado com artistas de outras regiões do país, como Leci Brandão e Vitor Ramil. Juliele é advogada e até então não pensava em largar tudo para seguir a carreira musical. “Hoje, vivo e respiro música e estou muito feliz com tudo que está acontecendo em minha vida”, afirma.

LANÇAMENTO

Balé de Luz foi gravado entre Macapá, Belém e Rio de Janeiro, e representa uma consolidação e um avanço nos elemento apresentados no disco anterior. Juliele continua cantando o amor, a natureza e o povo do Amapá - a origem negra do marabaixo é o tema de “Pedra de Mistério”. O time que contribuiu com o sucesso das faixas do Cd é formado por talentosos músicos e compositores como: Osmar Júnior, Enrico Di Micelli, do Amapá, e Vital Lima e Felipe Cordeiro, do Pará. A participação de Evaldo Gouveia e Luiz Melodia. Foi primordial, já que ambos cederam temas inéditos: Evaldo lhe deu “Filha de Iemanjá” e Melodia compôs “Sonho Real”.

“Há uma grande variedade de ritmos neste show, canto desde o samba à balada, passando pelo carimbó e marabaixo, zouk e brega. As canções são empolgantes e emocionantes, trata-se de uma viagem rítmica muito legal”, comenta a cantora.

SERVIÇO

O Palco da apresentação será o Centro Cultural Sesc Boulevard, na Doca, a partir das 19h. Entrada gratuita. 

(Diário do Pará)

Filme do Amapá é selecionado para festival de cinema


O documentário amapaense Entre Margens foi selecionado para ser exibido durante o 3º Curta Amazonia, festival de cinema que será realizado entre os dias 23 e 30 deste mês, em Porto Velho, capital de Rondônia. O filme está concorrendo em duas categorias: a de Melhor Documentário e a de Melhor Produção Amazônica.
Entre Margens tem 30 minutos de duração e é fruto do trabalho de conclusão de curso de dois alunos de jornalismo de Macapá: Odivar Filho e Liliane Oliveira. Gravado em formato digital, o video trata da importância do barco na cultura e no imaginário do ribeirinho amazônico.
A obra estará entre 81 filmes que fazem parte da mostra competitiva do 3º Curta Amazônia. Apesar do nome, o festival também exibirá filmes de longa-metragem.
Ao todo, mais de 200 produções do Brasil e de Portugal serão exibidos nas manhãs, tardes e noites dos dias 23 a 28 de junho no Sesc Rondônia e nas noites de 29 e 30 do mesmo mês na praça Madeira Mamoré.
A internauta Jéssica Alves, de Macapá (AP), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

Akita estraga festa, vence Preguiça e pede luta por cinturão do Jungle Fight


Público lota Ginásio Avertino Ramos para assistir ao Jungle Fight 40, no Amapá (Foto: Reprodução/Twitter)
Público lota Ginásio Avertino Ramos para assistir ao Jungle Fight 40, no Amapá (Foto: Reprodução/Twitter)

Uma noite de boas lutas e grandes performances terminou com um anticlímax para a torcida amapaense que lotou o Jungle Fight 40, nesta sexta-feira, em Macapá. No combate principal do evento, o peso-pena brasileiro Adson “Preguiça” Lira foi derrotado pelo peruano Diego Akita, por decisão unânime dos jurados. Akita, que conquistou sua terceira vitória em quatro aparições no torneio, pediu ao presidente do Jungle, Wallid Ismail, que sua próxima luta seja pelo cinturão da categoria. Na outra luta internacional da noite, outro amapaense, Thiago “Trator” dos Santos e Silva, derrotou o uruguaio Sebastian Latorre.
O peruano começou a luta melhor, colocando Preguiça para baixo duas vezes. Na segunda, obteve controle lateral. O brasileiro se defendeu encaixando um triângulo de mão invertido e neutralizou o rival. Na luta em pé, superioridade também de Akita, que marcou bem as entradas do adversário e acertou alguns golpes. No segundo assalto, Preguiça voltou com melhores ataques e, quando o estrangeiro tentou derrubá-lo, quase conseguiu uma chave de calcanhar. Akita defendeu e assumiu a posição de 100kg. O brasileiro cansou, e o peruano dominou a segunda metade do round. Nos cinco minutos finais, Preguiça arriscou mais de seus overhands e chutes, mas acertou pouco. No último minuto, no desespero, tentou agarrar as costas e encaixar alguma finalização, mas nada que ameaçasse a vitória do estrangeiro, que ainda desferiu bons pontapés.
- Minha especialidade é lutar em pé, no kung fu, e por sorte a luta se transcorreu em pé. O Preguiça é um guerreiro, mas hoje a noite foi minha. Quero agradecer ao Wallid pela oportunidade e quero que minha próxima luta seja pelo cinturão do Jungle Fight – declarou Diego Akita após sua vitória.

Nocautes e finalizações rápidos no começo do evento
O card começou com uma luta muito movimentada entre os pesos-galos Luan Lacerda e Johnatha Guido, vencida pelo primeiro por pontos. As três lutas seguintes foram atropelos ainda no primeiro round: Giovanni Almeida finalizou Wellinton Terra Firme com um mata-leão em apenas 1m12s, o peso-mosca Kleber Bekão Marajó nocauteou Joel Tourinho com uma sequência de três socos e Jiovanne Brutus derrotou Otávio Javali por nocaute técnico. Rafael Trator, por sua vez, precisou de dois rounds, mas finalizou Renan Pitbull.
Na primeira luta internacional da noite, o brasileiro Thiago Trator começou melhor e jogou o uruguaio Sebastian Latorre para o chão. Trator quase conseguiu um katagatame para finalizar o combate no primeiro round, mas Latorre escapou. No assalto seguinte, foi o uruguaio quem pegou Trator numa guilhotina, mas depois de muita luta, o brasileiro saiu da posição. No final do round, o amapaense voltou a encaixar um katagatame, desta vez bem ajustado, e Latorre bateu em desistência.
- Não subestimei o adversário. No primeiro round, fiz muita força, mas não pegou, ele é um atleta muito guerreiro. Mas, no segundo, pegou – explicou Trator, que confessou dificuldades para ficar no limite da categoria leve, de 70kg. – Para essa categoria, é a primeira vez que estou baixando e senti muito. Meu peso normal era 85kg.
O combate entre o baiano Renato Velame e o paraense Israel Falkinho foi o mais equilibrado da noite. Falkinho foi melhor no primeiro round, quando fez o nariz do adversário sangrar. No segundo round, Velame teve a vantagem, graças às quedas que deu e à posição de domínio que assumiu. No assalto derradeiro, o paraense começou dominando o centro do círculo e perseguiu o rival. Na segunda metade, o baiano voltou a tentar botar para baixo e conseguiu nova queda. Não foi suficiente, entretanto, para evitar a vitória de Falkinho.
- Apliquei mais diretos e tive mais golpes contundentes do que ele – agumentou Falkinho, que também admitiu não estar 100% para o combate.
Jungle Fight 40 – 15 de junho de 2011, em Macapá (AP)
Diego Akita venceu Adson Preguiça por decisão unânime dos jurados
Israel Falkinho venceu Renato Velame por decisão unânime dos jurados
Thiago Trator venceu Sebastian Latorre por finalização (katagatame) aos 3m33s do segundo round
Rafael Trator venceu Renan Pitbull por finalização (mata-leão) aos 2m52s do segundo round
Jiovanne Brutus venceu Otávio Javali por nocaute técnico no primeiro round
Kleber Bekão Marajó venceu Joel Tourinho por nocaute (direto de direita) a 2m04s do primeiro round
Giovanni Almeida venceu Wellinton Terra Firme por finalização (mata-leão) a 1m12s do primeiro round
Luan Lacerda venceu Johnatha Guido por decisão unânime dos jurados