Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

quarta-feira, 15 de março de 2017

Notas da coluna ARGUMENTOS, segunda-feira, 14 de março de 2017.


Espera
O cônsul honorário da França em Macapá, Alain Cräss, disse à coluna que nos próximos dias sairá uma definição sobre a abertura da ponte binacional de Oiapoque. A demora para isso acabou dando ainda mais notoriedade à ponte, aliás, uma obra de arte.

TRE
O desembargador Manoel Brito, novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral, está tendo uma estreia quente no posto. Na verdade, molhada. É que um alagamento provoca estragos na eleição suplementar de Calçoene.

Pleito
Logo na chegada do dirigente da Justiça Eleitoral  a Calçoene, ontem, ele foi surpreendido por uma enchente na cidade. Chegou a consultar o TSE sobre a possibilidade de adiar a eleição, que acabou  confirmada.

Reforço
A entrada do Exército na obra de pavimentação da BR 156, no trecho entre Laranjal do Jari e Macapá, será pontual. Apenas um dos três lotes do pedaço de rodovia federal ainda sem asfalto.

Montanhas
Os demais trechos, divididos em dois lotes, ficarão a cargo do Dnit e do GEA, respectivamente. Segundo especialistas, ao EB caberá o mesmo tamanho, só que em terreno mais acidentado que os demais.

Prioridade
Superintendente do Sebrae, João Alvarenga, defendeu ontem que o Amapá aposte no incremento do turismo de eventos, ao invés de andar em círculos sobre sua real vocação para este setor. Também recomenda o projeto de dotar Macapá de um arrojado centro de convenções.

Paradoxo
A soltura do goleiro Bruno, às vésperas do mês da mulher, provocou inúmeras discussões e rendeu muita polêmica. E agora, com a confirmação de sua contratação por um clube mineiro, veio a revolta dos movimentos feministas. Réu confesso de um homicídio, suas aparições na mídia revoltam.

O caso
Bruno foi condenado, em primeira instância, a 22 anos e três meses de prisão por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio, sua ex amante e mãe de seu filho. Mas ele permaneceu preso por seis anos, ainda na condição de prisão preventiva, pois ainda recorre da primeira sentença.

Extremos
Para fechar sobre o goleiro matador (não que seja artilheiro), especialistas em direito explicam que tanto a soltura quanto a contratação pelo Boa Esporte são absolutamente legais. Sim, tecnicamente tá tudo certo, até a busca pela ‘ressocialização’. Só Eliza não terá nova chance.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!