Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

sábado, 27 de agosto de 2016

Ex-deputado Manoel Mandi tem funeral oficial no Parlamento Estadual

O ex deputado estadual Manoel Mandi, que faleceu na madrugada no dia 24, fez jus a despedidas oficiais por parte do Estado através da organização de seus funerais no Plenário da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP), durante toda a noite de ontem e manhã desta quinta-feira (25).
Houve a celebração de um ato religioso, presidido por um frei da Ordem dos Capuchinhos. Durante todo o evento diversas autoridades e lideranças empresariais e políticas do Amapá se revezaram nas últimas homenagens ao ex político, que atualmente era presidente do Jeep Clube de Macapá como também da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Laranjal do Jari.
Mando também tinha assento no Conselho da Associação Comercial e Industrial do Amapá (ACIA), onde era diretor de Petróleo, Gás e Combustíveis. Representantes do Rotary Clube de Macapá também enviaram representantes ao velório – pois Manoel Mandi também já presidiu a instituição.
Cearense de nascimento, Mandi chegou ao Amapá nos idos de 1980, atraído como tantos outros imigrantes, pelo Projeto Jari, na divisa do Pará com o Amapá. Começou a carreira como motorista de caminhão e depois taxista, até virar empresário do ramo de combustíveis.
O deputado Ericlaudio Alencar (PDT) fez a saudação especial da tribuna da ALAP em nome do Estado e também do Parlamento Estadual. Ele destacou as duas passagens de Manoel Mandi como deputado. “Sempre dignificou a atividade política, sendo um parlamentar muito atuante e comprometido com as causas sociais bem como com o desenvolvimento do Estado”, disse Alencar.
A urna com o corpo de Manoel Mandi deixou a Assembleia Legislativa por volta das 11 horas da manhã, seguindo em carro aberto do Corpo de Bombeiros coberto por bandeiras de instituições que ele passou. O cortejo foi acompanhado por um comboio de veículos 4x4 que pertenciam a associados do Jeep Clube de Macapá. Ele foi sepultado no Cemitério São José, no bairro do Buritizal.
Mandi deixou esposa, três filhos e uma neta.
Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!