Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

sábado, 2 de abril de 2016

Após confirmar reparos, Capitania dos Portos libera balsa da travessia para Mazagão

A Capitania dos Portos do Amapá, através do tenente Fabiano Crespo, encarregado da Divisão de Segurança do Tráfego Aquaviário, confirma a liberação do serviço de travessia de balsa para o município de Mazagão, no Distrito Industrial de Santana. Na quinta-feira, dia 31, form encontradas irregularidades nas embarcações, que pertencem à Secretaria Estadual dos Trasportes, a Setrap, obrigando a Marinha a determinar a suspensão dos serviços até a reparação dos problemas ou a substituição dos equipamentos. A seguir, a íntegra da Nota à Imprensa distribuída pelo setor de Relações Públicas da Marinha, em Santana.

NOTA À IMPRENSA

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Amapá (CPAP), informa que, no horário aproximado de 17h30 do dia 31 de março, recebeu informação, por meio do “Disque Segurança da Navegação”, de que uma das embarcações responsáveis pela travessia de passageiros e veículos no rio Matapi, entre os municípios de Macapá-AP e Mazagão-AP, apresentava problemas que comprometiam a segurança da navegação e dos usuários que utilizavam o referido transporte. 
Imediatamente, uma equipe de Inspeção Naval da CPAP foi até o local e, ao abordar a embarcação, constatou as irregularidades apontadas na denúncia recebida, o que levou à apreensão da mesma pelos Inspetores Navais da Capitania dos Portos, de acordo com o previsto nas Normas da Autoridade Marítima em vigor.
A CPAP entende que o serviço de travessia fluvial no rio Matapi é de extrema importância para a população que se desloca diariamente entre os municípios supramencionados e lamenta pelos transtornos ocorridos. Entretanto, é atribuição da Capitania dos Portos empreender ações orientadoras e coercitivas ao ser verificado qualquer fato que comprometa a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana nas vias fluviais e a prevenção da poluição hídrica em sua Área de Jurisdição.

Cabe ressaltar que, em caráter excepcional, tendo em vista a importância do serviço de travessia prestado aos cidadãos, a CPAP disponibilizou uma equipe de Inspetores Navais no dia de hoje, que verificou in loco a correção das irregularidades encontradas na embarcação apreendida, possibilitando o retorno às atividades normais da mesma. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!