Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Notas da coluna ARGUMENTOS, sábado, dia 29 de abril de 2017.


Adesão 

Apesar de um começo meio tímido, também por conta da chuva da manhã, o movimento de greve geral organizado em todo o país ontem conseguiu sim um bom contingente em Macapá. Os manifestantes foram à Praça da Bandeira e depois percorreram o Centro.

De olho

Mas o que se viu ontem foi uma manifestação ordeira e que quis passar algumas mensagens aos político do país. Que a população está sim acompanhando as decisões de Brasília e pode gritar se o calo apertar.

Recado

Uma liderança dos rodoviários, por exemplo, disse em entrevista à Diário FM que a manifestação de ontem foi só o começo. “Se eles não recuarem a gente vai sim parar esse país”, declarou o sindicalista Luciano.

Contraponto

Bem, mas nem todo mundo pensa assim. Grandes lideranças empresariais dizem que as reformas têm que ser tocadas adiante, para diminuir a dívida pública e fazer o país avançar economicamente.

Até ele

Até no Congresso Nacional essa reflexão foi feita, com a distribuição de um áudio supostamente de Lula, quando era presidente. Na gravação ele fala da necessidade de se aprovar reformas como a da Previdência.

Mercado
Empreendedorismo de pai para filha. No novíssimo Espaço Bem Estar, na orla de Macapá, Emerson Vieira ajuda a filha Eduarda a dar seus primeiros passos na gestão do negócio familiar.  O grupo já toca com sucesso há 20 anos do restaurante Cantinho Baiano. Vão bem!

Prefeitos

Ontem também teve sucessão na associação dos municípios do Amapá. Sai Clécio e entra Ofirney, o gestor santanense. A tônica tem sido a de que unidos os prefeitos são mais fracos, daí a estratégia de mobilização para marchar à Brasília em busca de alternativas. O novo presidente vai ao rádio hoje.

Vai bem

Ofirney tem demonstrado uma capacidade de diálogo que chama a atenção, além de produzir resultados. Fala com todas as correntes, de Waldez a Davi, passando por Capi, o prefeito “cisca pra dentro” como se diz no popular. É esse o novo modelo de política de gestão que o momento exige de nossos agentes .

Ocultos

Pra fechar, uma nota preocupante. Tem relação a desdobramentos das operações que a PF realizou no Amapá esta semana. É que as investigações apontam para “tentáculos” de uma grande organização criminosa internacional agindo em solo amapaense. Nos próximos dias, revelações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!