Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

domingo, 17 de julho de 2016

LEMBRA DA VARIANT? VW faz travessia do país do Rio a Macapá

TURISMO | Em mais uma edição da promoção “Minha Viagem Inesquecível”, o Diário do Amapá conta hoje a aventura de um ex marinheiro que virou turista rodoviário
José Antônio faz pose sobre o capô da Variant 1976 no Rio de Janeiro
Por Cleber Barbosa
Editor de Turismo | Diário do Amapá

Um marinheiro rodado, com muitas horas embarcadas em navios militares que cruzaram oceanos e rios pelo Brasil e pelo mundo, mas que se realiza agora com turista rodoviário. Este é o novo perfil de José Antônio Souza, 52, um dos filhos do eterno Rei Momo do Carnaval Amapaense, Sacaca. Ele é o personagem deste domingo na volta da promoção “Minha Viagem Inesquecível”, que o Diário do Amapá apresenta hoje.
Agora aposentado da Marinha do Brasil, ele vai acumulando quilômetros e quilômetros de uma experiência enriquecedora em todos os sentidos, tanto que em seu mais recente diário de viagem, está o registro de uma aventura a bordo de uma Variant, um Volkswagem fabricado em 1976 e que fez tanto sucesso nas postagens que fez da grande excursão iniciada no Rio de Janeiro que o carro praticamente foi leiloado entre os familiares e amigos assim que chegou a Macapá.
Orgulho. A bandeira do Amapá acompanhou as principais viagens de carro de José Antônio pelo país, tanto que fez sucesso o carro usado em sua última rota, iniciada no Rio de Janeiro. Nas redes sociais as pessoas queriam a Variant 76.
Rotina
Pela própria característica da carreira militar, de sempre estar mudando de endereço, José Antônio teve que percorrer o Brasil várias vezes com a família. “Já morei no Rio de Janeiro, no Espírito Santo, na Bahia e até no Ceará, então em cada lugar desse aproveitava para viajar de carro, devido as muitas possibilidades rodoviárias que se tem, coisa que já não acontece aqui em Macapá, onde a gente não está interligado por estrada com o restante do país”, diz ele.
Por falar na família, nosso personagem diz que sempre teve ao longo dessas viagens a companhia da esposa Eliana, e do enteado Thiago (hoje com 28 anos) que incentivavam muito na hora de encarar o volante nas estradas. Mas ela acabou falecendo em 2007, pouco depois de concluírem mais um ciclo de Norte a Sul. “Ela nos deixou precocemente, nove meses depois do nascimento de nossa filha Ana Clara, hoje com nove anos, que é minha princesa e adora viajar também”, diz.
A opção de adquirir um carro antigo, diz, foi motivado ela atração que tem por clássicos da indústria nacional, tanto que se diz um ‘Fusqueiro’, uma espécie de irmandade que encontra adeptos pelo país e até fora dele. “O Fusca é uma paixão mundial, tanto ele como seus irmãos, a Brasília, o Puma e a nossa Variant”, diz o viajante amapaense.
O carro foi adquirido em Paty do Alferes, cidade no interior do estado do Rio de Janeiro e atualmente está em Macapá, depois de passar pelas mãos de familiares e amigos. “O atual dono é policial e cuida muito bem do carro, que esta em plena forma e pronto para encarar qualquer viagem”, diz Souza.

“Só vendi o carro por falta de peças de reposição”
A paixão de José Antônio pela família Fusca em de longa data. “Aprendi a dirigir num Fusca”, diz ele, que ao longo da vida teve três exemplares do carrinho alemão. “A Alemanha nos deu um grande presente com esse carro, muito valente e resistente que tem fãs por toda parte do mundo”, completa.
Nosso personagem diz que possui um carro mais moderno, com itens de conforto e tecnologia que os distancia muito dos modelos VW antigos, mas nada substitui o glamour de percorrer cidades e mais cidades sendo parado para tirarem fotos do carro.
A Variant adquirida no Rio, era praticamente toda original, com exceção de um ar-condicionado que ele mandou instalar para melhorar as condições das viagens. “Mas depois ficou difícil conseguir manutenção por aqui, principalmente peças de reposição, então acabei vendendo o carro, mas sei que está em boas mãos e sendo muito bem cuidado”, diz ele.
José Antônio vem refazendo a vida, depois de ficar viúvo, tanto que a atual namorada, Maria Malcher, já fez algumas viagens com ele, principalmente pelo Nordeste. “Ela é minha co-piloto”, diz o militar aposentado, hoje também advogado militante.

Saiba mais sobre algumas vantagens comparativas de se viajar de carro
O prazer de dirigir também é um dos motivos que levam as pessoas a preferir viajar de carro. Podemos citar o conforto, a liberdade, a autonomia, você é o dono do seu tempo, você decide onde quer parar e por quanto tempo. Saiba que se você quer viajar barato e com diversão. O carro pode significar economia nos seus gastos durante uma viagem, é só planejar.

Dicas
Depois de escolher o mais importante, o destino de sua viagem, tome alguns cuidados e curta seu tempo no volante. Para quem decide tirar o carro da garagem e pegar a estrada e dividir os gastos com amigos, a gasolina sai bem mais em conta se for paga por mais de um bolso, concorda? Desde que haja um consenso sobre qual destino tomar, a lei é se divertir.

Segurança
Da mesma maneira que temos mais liberdade em quantidade de coisas que podemos levar no carro, até porque não há as limitações impostas para viagens como de avião, a arrumação das malas também é algo a se pensar e fazer corretamente para evitar acidentes. Evite deixar objetos soltos dentro do carro, sempre guarde-os em locais seguros.

Locação
As cidades brasileiras oferecem uma variedade enorme de rotas e também no exterior é possível curtir as ótimas rodovias alugando um carro, já pensou? Muito importante é lembrar de fazer a revisão antes de partir, se você alugar, a empresa deve certificar que o automóvel tem todas as condições para longas horas de corrida, o contrato com a locadora deve também incluir o seguro.

Curiosidades
- Ser dono do próprio destino.
- Esta é a principal vantagem de se viajar de carro. Afinal, serão suas regras. Viu um monumento muito interessante no meio do nada? - É só encostar e conhecer. Avistou uma feira de antiguidades bacana no meio do caminho? Basta parar e ir até lá. Quem manda no roteiro é você!
- A opção de trocar de condutor é muito interessante, para não abrir mão de algumas diversões por estar ao volante.

Rota 66
Mais famosa rodovia internacional dos viajantes.

EM MACAPÁ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!